Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

29 março, 2015

Salva-vidas...

No final do ano passado, a minha Super me apresentou um novo medicamento, o Glucagen.
Ele pode ser considerado o oposto à insulina: à base do hormônio glucacon, tem o papel de fazer a glicemia subir e voltar à níveis normais, em casos de hipoglicemias extremas.

Hoje, praticamente não tenho tido casos de hipoglicemia. Quando ocorre, são em situações específicas: jejum para exames, um erro de cálculo entre a refeição e a dose de insulina injetada...

Mesmo assim, ter o Glucagen à mão pode ser importante principalmente em dias ou momentos de atividades que saem um pouco do ritmo: no período de Carnaval, por exemplo, que acabo gastando mais energia do que o usual.

Acabei levando para a viagem à Cuba também e agora segue em qualquer ocasião que seja um pouco fora da rotina normal do dia a dia.

Quando o paciente estiver com níveis de glicose mais baixos, mas ainda consciente, a hipo pode ser revertida com um copo de suco ou refrigerante, uma colher de açúcar ou ainda balas.
Mas é bom saber que tem um super-herói a postos para os casos mais graves...

Ah, vale lembrar que o uso de todo medicamento deve ter a recomendação do seu médico responsável!


Nenhum comentário:

Postar um comentário