Salva-vidas...

No final do ano passado, a minha Super me apresentou um novo medicamento, o Glucagen.
Ele pode ser considerado o oposto à insulina: à base do hormônio glucacon, tem o papel de fazer a glicemia subir e voltar à níveis normais, em casos de hipoglicemias extremas.

Hoje, praticamente não tenho tido casos de hipoglicemia. Quando ocorre, são em situações específicas: jejum para exames, um erro de cálculo entre a refeição e a dose de insulina injetada...

Mesmo assim, ter o Glucagen à mão pode ser importante principalmente em dias ou momentos de atividades que saem um pouco do ritmo: no período de Carnaval, por exemplo, que acabo gastando mais energia do que o usual.

Acabei levando para a viagem à Cuba também e agora segue em qualquer ocasião que seja um pouco fora da rotina normal do dia a dia.

Quando o paciente estiver com níveis de glicose mais baixos, mas ainda consciente, a hipo pode ser revertida com um copo de suco ou refrigerante, uma colher de açúcar ou ainda balas.
Mas é bom saber que tem um super-herói a postos para os casos mais graves...

Ah, vale lembrar que o uso de todo medicamento deve ter a recomendação do seu médico responsável!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Febre amarela: a gente - doce - pode se vacinar?

Do tipo que se importa...

Pesquisa e Educação em Diabetes...