Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2021

Crônicas do Isolamento -- Fora da nova ordem mundial...

Imagem
Aquela olhadinha na glicemia antes de dormir e o sensor me joga um 57mg/dL na cara! Levanto num pulo!!  Antes de qualquer atitude, ponta de dedo: ela me aponta 125mg/dL. Tava estranhando um valor tão baixo sem sentir qualquer sintoma... Respirei aliviada e segui tranquila pro meu sono.  O sensor tem dessas, vez ou outra dá uma desorientada e voltamos à boa medição de glicemia capilar, para tirar qualquer dúvida. Mas o fato é que, nesses tempos em que nós, pessoas com diabetes, temos sido lembrados e destacados como grupo de risco a cada matéria, a cada notícia, a cada divulgação de planos de vacinação contra o coronavírus, uma glicemia baixa assusta ainda mais.  Desde o começo dessa pandemia, no início de 2020, passei a ficar mais alerta em relação à minha doçura. Se antes já não deixava passar 3 ou 4 horas sem dar uma olhada na glicemia, agora meço a cada duas horas.  Sei que no caso de uma gripe, que seja, nossa glicemia pode se alterar. Então, penso que qualquer coisa esquisitita

Crônicas do Isolamento -- Para todo mal, a cura.

Imagem
Sete de abril, Dia Mundial da Saúde.  Em um país que agoniza frente à pandemia, não há o que se comemorar.  Cortes orçamentários, negacionismo, gripezinha, kit covid... um absurdo de fatos que só comprovam o que os cidadãos brasileiros estão enfrentando e que se somam à força desse vírus invisível. Como consequência direta, um recorde vem sendo quebrado todos os dias: o do número de pessoas que perdem a vida para o COVID.  Não existem políticas públicas adequadas, não existem ministros que assumam a causa e o problema trazendo solução real, o caos anunciado segue ignorado, não há ação eficaz para ampliação do programa nacional de imunização...  Falta cuidado e sobra desdém.  Há pouco mais de um ano a pandemia chegou e escancarou a irresponsabilidade de governantes que já vinham fazendo da política o palco para suas escolhas e decisões mais absurdas.  Seguimos sem proteção a quem precisa, sem vacinas suficientes, sem cuidado, sem atenção. Se quando isso tudo começou não sabíamos o que v