Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2015

Juntos e misturados!

Imagem
Hoje é sexta e essa está mais azul ainda! Todo mundo sabe que a união faz a força. E para lutar por melhores condições de saúde, por informações mais claras, por mais acesso e pela educação em diabetes, não poderia ser diferente. Por isso, foi criado este ano pela Sociedade Brasileira de Diabetes, em conjunto com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia e com a equipe de trabalho do Dia Mundial do Diabetes, o Grupo de Influenciadores Digitais do Dia Mundial . Ideias, sugestões e - o mais importante - ações em conjunto. A primeira delas é a blogagem coletiva que vem acontecendo durante esta semana, sobre a Carta Aberta enviada ao Governo com o pedido de retirada da gordura trans do mercado. Foi divulgado aqui no IP , no blog João Pedro e o Diabetes , está na página da ADJ ,  no blog Dia Dia Diabetes , tem vídeo do Diabetes, Esporte e Natureza  e vem muito mais!! Juntos somos mais forte! Leiam a carta, entendam, divulguem. É importante para cada um de nós, q

Carta Aberta ao Governo Brasileiro e à ANVISA

Imagem
Pela produção e fornecimento de melhores alimentos, por mais saúde no prato, por uma vida saudável e na qual a refeição seja sempre uma fonte dos melhores nutriente. Por isso tudo e prezando por uma maior qualidade de vida, a Sociedade Brasileira de Diabetes - SBD junto com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia - SBEM e a Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica - ABESO  enviou uma carta para o Governo do Brasil e para a ANVISA solicitando a " retirada completa em tempo hábil, de todo alimento que contenha GORDURA TRANS ". As principais justificativas são muito claras: O Diabetes atinge hoje, no mundo inteiro, mais de 350 milhões de pessoas (no Brasil, cerca de 14 milhões!!) O consumo de gordura trans tem impacto no desenvolvimento de doenças crônicas No Brasil, a restrição para o consumo de gordura trans é de 1% do valor energético consumido diariamente (estimada em 2.000 calorias) Aqui está a Carta na íntegra

Saúde na balança...

Imagem
Seguindo pelo Educa Diabetes, hoje vou contar sobre as palestras que trataram de um tema bem importante para todos os docinhos: os direitos das pessoas com diabetes. A advogada Débora Aligieri, que também é paciente de DM, falou sobre as obrigações do Estado, do SUS e do direito a medicamentos e tratamentos. Para começar, uma abordagem direta, praticamente "curta e grossa": se as leis existem, por que algumas vezes é preciso recorrer às ações judiciais? A resposta vem direta também. De acordo com o Artigo 196 da Constituição Brasileira, a saúde é um direito de todo cidadão. Faz parte deste direito também a assistência farmacêutica. Qual o problema então? Pois é, a questão é que geralmente a interpretação da lei leva para muitas direções. Numa delas, o que se alega é que o Estado garante a saúde, somente como especificado nos Protocolos e Diretrizes de Saúde. Assim surgem os problemas e as discussões sobre quais medicamentos deveria ser contemplados ou não nos progr

Pra encarar de frente!

Imagem
Voltando a falar sobre as palestras do Educa Diabetes, hoje vou contar como foram as conversas sobre a relação entre o controle emocional e o diabetes e sobre os perigos de um DM mal cuidado. Na primeira, sobre a influência do controle emocional, a psicóloga Eliana Soares começou abordando um ponto que é comum em grande parte dos pacientes logo no diagnóstico: a negação. Apesar de saber que é compreensível, isso precisa ser superado. O risco de bons resultados atingidos no início de um tratamento é que o paciente passa a acreditar que a condição é passageira. Uma vez que a glicemia fica controlada, a tendência é que as pessoas relaxem achando que está tudo bem e que então não precisam mais tomar insulina, cuidar da alimentação... O passo seguinte pode ser uma grande frustração, quando percebem que o descontrole está rondando. Outro aspecto que ocorre é o medo: de agulhas, das consequências que uma glicemia alta pode trazer. A solução, coloca ela, vem com a educação em diabetes

Pizza disfarçada!

Imagem
Preguiça de domingo combina com praticidade na cozinha! Então vamos de novidade... Essa, descoberta pela mamy, já foi testada, aprovada e anda fazendo sucesso por aqui. A embalagem vem com várias unidades e cada fatia tem 14 gramas de carboidratos - mas não podemos esquecer que os ingredientes escolhidos podem aumentar essa conta.  Olha que facilidade para fazer:  Uma frigideira (não precisa de azeite), uma 'folha' da pizza e o que você quiser colocar!  A minha fiz com um pouco do catchup sem açúcar, queijo padrao light e azeitona picadinha. Deixar no fogo baixo, com a frigideira tampada por 3 minutos.  Pronto! Rápido assim. E gostoso!! E as opções são infinitas, incluindo uma versão doce: banana com canela, morango com chocolate... Por que não?! 

Dividir pra multiplicar!

Imagem
De 04 a 10 destes mês foi realizado o Educa Diabetes , organizado pelo Sidney Carmo, que  convive com o diabetes desde criança. Antes de mais nada, deixo meu muito obrigada a ele, e os parabéns por ter se disponibilizado a organizar e fazer acontecer um evento que, na minha opinião, teve muita importância tanto para nós, docinhos, como para os familiares, profissionais de saúde e os amigos que estão por perto todo dia. 7 dias de palestras, diversos assuntos abordados e muita troca. Esse, aliás, foi o ponto alto! Ouvir dos palestrantes - que eram tanto médicos especialistas, como advogados, jornalistas e outros pacientes - tantos dados, tantas histórias, foi inspirador. Por mais que a maioria dos temas fossem conhecidos, ver opiniões e maneiras diferentes de lidar com cada um é essencial. Não consegui assistir a todas, mas das que participei, deixo aqui um breve relato, com os pontos que mais me chamaram atenção em cada uma: Palestra: A Educação em Diabetes é Fundament

Pra liderar e ajudar a esclarecer!

Imagem
Mais do que entender sobre uma condição específica de saúde, é preciso aprender como podemos nos tornar responsáveis pelos cuidados e tratamentos que temos ao alcance. Mas além disso, quando essa condição é o diabetes, é muito importante também entender que a doçura não é um limitador e que é possível seguirmos com uma vida tranquila, ativa e sem deixar de lado o que gostamos.  A Associação de Diabetes Brasil (ADJ), com este objetivo, desenvolveu o programa Jovens Líderes, que capacita jovens entre 16 e 25 para mostrarem um caminho viável e com mais qualidade de vida mesmo após o diagnóstico, que por tantas vezes traz o maior susto! A próxima edição vai acontecer a partir do dia 08 de agosto, próximo sábado. Ligue, se informe, se inscreva, indique para os amigos, para a família. Ah, um adendo bem importante: não precisa ser paciente de DM para participar. Conheci um pouco do trabalho dos Líderes no Congresso Mundial em 2013 e posso dizer, pelo pouco que consegu