Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2020

Crônicas do Isolamento -- Entre o choque e a esperança...

Imagem
Achei que seriam dias. Depois, semanas. Agora, já são meses.E, apesar do que se vê aqui pelo Rio de Janeiro, a pandemia segue e o isolamento deve(ria) continuar.  Até quando? Não sei e adoraria saber...
Eu, por ser diabética e por querer cuidar e proteger os meus e os que precisam estar nas ruas, continuo em casa. 
Contra toda 'instrução' de reabertura, permaneço firme na quarentena e no propósito de me preservar.  Ainda tenho a sorte de trabalhar em uma empresa que entende a importância do isolamento e já nos informou que todos vão continuar em home office até o final do ano. 
Me incomoda muito ver as pessoas na rua como se não houvesse amanhã, como se a reabertura significasse que tudo voltou ao normal e como se fossem os maiores sofredores absolutos do universo, coitadinhos, que não conseguem ficar em casa. 
São mais de 50.000 vidas perdidas nesse país. A marca de um milhão de casos registrados foi ultrapassada. Mas os shoppings estão abertos. A praia lotada. Os botecos com mesas…

Forró do Libre....

Imagem
Essa é a aventura do Libre no 'lombo'... Como??

Apliquei o Libre no flanco. Naquela parte gorduchinha (a minha tá bem gordinha!!) das costas.
Pela primeira vez, desde que comecei a usar o sensor, resolvi testar um lugar diferente do que o fabricante recomenda. A Abbott indica que a aplicação deve ser somente nos braços. Respeitei isso por 4 anos. Não por ser absolutamente cartesiana e fazer tudo como rege o manual, mas por saber que custa caro e não querer correr o risco de perder um libre por erro de uso.
- E por que decidiu usar agora? Porque os bracinhos estavam pedindo um descanso! 
De uns tempos para cá, minha absorção de insulina quando aplicava na perna diminuiu bastante. Percebi isso observando os resultados de glicemia medidos após as refeições (por isso é tão importante verificar a glicemia pós-prandial). Então, minha endócrino me orientou a não usar mais as pernocas... Com isso, o rodízio de aplicações passa pelo braço com muito mais frequência. A consequência é que o braci…

Crônicas do Isolamento -- Da licença poética de poder errar...

Imagem
Não vejo mais as notícias. Sei dos números pelo que os amigos comentam nas redes. 
Quarentena, semana 14, dia 92. Aqui, reabertura de shoppings, bares, salões e academias. Segundo as autoridades, com o respeito ao distanciamento e tomando as devidas medidas de higiene. 
Entendo e respeito os proprietários e profissionais autônomos à frente dos seus próprios negócios, que devem estar sufocados para se manter diante de um momento tão crítico e inesperado.  Mas, honestamente, não confio na dita segurança e prontidão nessa reabertura. 
Como as pessoas vão chegar nesses lugares? Como será o controle de entrada e circulação? Nos primeiros dias de volta ao funcionamento, fotos mostram shoppings lotados, pessoas andando sem o distanciamento adequado e, por mais assustador que pareça, algumas até sem máscaras.
Vendo essas coisas, fico me sentindo absolutamente neurótica.  Continuo em casa, me cuidado ao máximo.  Continuo em casa, sem ir ao mercado ou ao parque.  Continuo em casa, limpando as compras que…