Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2021

Crônicas do Isolamento -- Em transição...

Imagem
Estou saindo do transe, entrando em um movimento de transição.  Aqui no Rio foi liberada a circulação sem máscaras em locais abertos desde o dia 28 de outubro. Claro, existem requisitos: 75% da população vacinável ou 65% da população geral já imunizada, nível de risco até o laranja (passou pelo vermelho a obrigatoriedade das máscaras em locais abertos volta). Em locais fechados, permanece a obrigatoriedade. Eu, particularmente, ainda não me sinto totalmente confortável com esta mudança. Foi tão difícil conscientizar sobre as máscaras e quando chegamos a um ponto de ver a maioria se valendo dessa proteção, ela é suspensa.  Sei que os dados vêm mostrando a queda do número de novos casos, mas sei também que ainda não acabou. Novas variantes, sintomas diferentes… A pandemia segue, infelizmente, e o que nos cabe é manter com os cuidados mínimos a que temos acesso.  Não preciso nem comentar que vacina é base e é fundamental, certo? A vacina é que nos permitiu avançar no movimento de voltar à

Meu IP, um doce pré adolescente...

Imagem
Onze anos. Cento e trinta e dois meses.  Quinhentos e setenta e duas semanas.  Quatro mil e quinze dias.  Esse é o tempo de vida desse blog.  Lembro que ouvi quando lancei o blog no ar - tímida, insegura, com medo de que alguém jamais teria interesse por algo que eu escrevesse aqui - um comentário geral sobre a 'moda' de blogs: "começar é fácil, difícil é manter". No meu caso, foi quase isso, com um ajuste nessa afirmação: começar não foi fácil. Foi apenas um ímpeto de coragem e de firmeza porque a motivação era maior do que tudo que me dava medo.  Depois de me descobrir diabética, eu descobri uma nova forma de viver o diabetes. Nada semelhante àquilo tudo que eu entendia como sentença...  E desde então, a motivação continua maior! Porque ainda existem pessoas que pensam que vão morrer disso mesmo.  Que pensam que o diabetes não tem jeito.  Que pensam que insulina é punição.  Mas não é. Nem punição, nem algo sem solução.  Me manter no ar não tem sido exatamente uma mi

Crônicas do Isolamento -- A volta ao escritório...

Imagem
Voltei ao presencial. Depois de um ano e oito meses, uma convocação para trabalhar no escritório. Projetos novos em análise, prazo de conclusão chegando e um espaço novinho esperando para ser ocupado.  A empresa, antes em Niterói, agora fica no Rio.  A expectativa era grande: estar de volta ao office sem o home; encontrar aquela galera que a gente se acostumou a ver através das câmeras do computador. Ansiedade tipo primeiro dia de aula! Não tinha nm roupa para essa ocasião. O peso aumentou, o que tinha no armário não estava exatamente confortável e foi preciso uma ou duas voltinhas em lojas para resolver essa questão.   Máscaras a postos, chegou o dia e lá fui eu. Reencontros, sorrisos escondidos mas sentidos com os olhos e, não teve jeito, abraços!! Não sabia como seria o dia por lá.  Apesar de estar fisicamente no local de trabalho, ainda tinham reuniões online acontecendo. Então, a agenda estava um tanto indefinida e sem previsão de horário de almoço ou uma paradinha para o café. Na