Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011

Orientação...

Ontem fui a um café depois do almoço e fiquei toda satisfeita por saber que tinham mais de uma opção de sobremesa diet. Isso é raro! Em alguns restaurantes, as opções não passam de frutas da época (fruta é fruta, não é sobremesa... rs) ou gelatina diet. As opções eram boas (bomba de chocolate, tortinha de maçã e petit gateau de chocolate) e acabei escolhendo o petit gateau. Quando chegou, estava coberto com uma calda de chocolate, lindo! Minha pergunta imediata é se a calda também era diet. E confesso que não fiquei surpresa ao ouvir que não. Pedi que trocassem e me trouxessem um outro, sem a calda. Expliquei, usando o mesmo discursinho chato, que não era frescura, mas diabetes! A atendente trocou sem problemas, mas me disse que eles nunca haviam pensado nisso pois consideram a opção diet sempre focando quem está de dieta. A verdade é que a grande maioria dos estabelecimentos pensa assim. Acho que falta orientação. Do Ministério da Saúde, de médicos, dos próprios pacientes. Faço a m

Alarme falso!

Semana passada levei um susto com uma glicemia mais alta e sem ter feito estripulias na alimentação. Passei a semana toda preocupada e já pensando que teria que aumentar a dose da insulina. Como faltava pouco para acabar a insulina do tubete que estava na caneta, decidi trocar e colocar um novo. Pois aí veio a maior surpresa... o tubete estava rachado. De ponta a ponta! O que significa isso?? Que no momento da aplicação a insulina vazava pelo tubete e eu acabava não tomando a dose correta. (No dia seguinte tudo já estava de volta ao normal.) E o que fez com o tubete rachasse? Um tombão que eu dei na caneta. Como ele é de vidro, quebrou quando a caneta caiu no chão e eu não percebi. Agora deixo a dica... qualquer queda, abram a caneta e verifiquem se o tubete está em perfeito estado, para que não aconteça o mesmo problema!

Nada é tão simples...

Pois é, hoje vem só um desabafo... de que nada é tão é simples como parece. Levo numa boa o tratamento e não fico me questionando o porque disso ou daquilo, mas tem dia que dá vontade sim de comer um mega brigadeiro, de não ter que me preocupar com a quantidade de carboidratos que estou ingerindo. Vontade de ignorar que tenho diabetes. Mas eu sei que não é tão simples assim. Não pode ser. Então, pra esses dias, força, foco e perseverança! E nada de açúcar e gordura!! rs...

Descanso para os pés!

Imagem
Todo diabético deve ter o maior cuidado com os pés! Devem sempre mante-los secos e limpos, nunca deixar excesso de pomadas ou hidratantes entre os dedos e ficar de olho ao aparecimento de qualquer calosidade. Uma boa circulação sanguínea também é importante. Pra isso, devem ser evitados alimentos com excesso de sal e gordura. Descobri a pouco tempo um gel da Granado ( http://www.granado.com.br/ ) que é ótimo! É o Gel para Pernas e Pés Cansados, da linha Pink.  Tenho usado diariamente após o banho, antes de dormir. Além de ser refrescante, é super relaxante. Pra completar, de acordo com as informações da fabricante, minimiza os sintomas de cansaço e aumenta a circulação dos pés e das pernas. Recomendo muito!

Pastilha

Imagem
Por mais que tenha feito tudo direitinho durante o carnaval em relação ao esquema de insulina e refeições, uma coisa não foi possível evitar... hoje já estou melhor, mas até ontem estava praticamente sem voz! Pedi a indicação numa farmácia e recomendo a pastilha para garganta Malvatricin. É a única que não contém açúcar! Ou seja, respeitando-se as indicações, pode ser ingerida sem medo de interferir com o nível de glicemia.

De volta!

Imagem
Pois é, como todo carnaval tem seu fim, cá estou de volta! Como era previsto, me joguei na rua e na festa de carnaval. Amo mesmo e fico triste quando acaba! Mas o esquema de insulina funcionou e os cuidados foram devidamente tomados. E pra mostrar como me comportei, aí vai uma foto do lanchinho responsável durante um dos blocos... Levei barrinhas, banada sem açucar e até chocolate todos os dias. Assim não precisava nem sair do bloco! 

Folia de Momo!

O Carnaval já está aí! E eu AMO. Sempre gostei e depois de começar a tocar na bateria de um bloco (Bangalafumega: http://www.banga.com.br/ - recomendo!!), curto ainda mais. Aqui no Rio, o pré-carnaval já é uma festa. E qualquer pessoa diabética pode sim curtir esta folia! Basta ter alguns cuidados... Pra quem gosta de uma cervejinha, atenção sempre na quantidade ingerida. O álcool em excesso pode causar hipoglicemia. A alimentação não pode ser deixada de lado. Um bom café da manhã, lanchinho no caminho e uma parada pro almoço são fundamentais. É importante também beber bastante água. Dependendo da animação e do pique para os dias de carnaval, acaba-se gastando muito mais energia que o normal. E aí eu recomendo uma conversa com seu/sua endocrinologista para saber se é possível ou se é preciso uma redução na dose usual de insulina. Meu esquema de insulina já foi devidamente ajustado. Agora é só colocar o bloco na rua!!