Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

14 outubro, 2012

Keep Calm e foco: falta 1 mês!

Falta 1 mês para o Dia Mundial do Diabetes.
Em 2012 o tema é 'Educação e Prevenção'.

  • Incentivar os governos a implementar e fortalecer políticas para a prevenção e controle do diabetes e suas complicações;
  • Disseminar ferramentas para apoiar as iniciativas nacionais e locais para a prevenção e controle do diabetes e suas complicações;
  • Destacar a importância da educação baseada em evidências na prevenção e controle do diabetes e suas complicações (grifo meu);
  • Aumentar a conscientização dos sinais de alerta do diabetes e promover ações para incentivar o diagnóstico precoce;
  • Promover ações para reduzir os principais fatores de risco para o diabetes tipo2;
  • Promover ações para prevenir ou retardar as complicações do diabetes (grifo meu).

O destaque no terceiro tópico foi, sem querer 'puxar sardinha' pro meu lado, porque eu acredito mesmo que é possível controlar o diabetes. 

Se aplicar a fórmula [alimentação + exercícios físicos + tratamento correto], não tem erro!
Está sem fazer exercícios por um período, capricha na alimentação. Relaxou e comeu um pouquinho além da conta ou não resistiu a um doce que é seu ponto fraco, aumenta a dose dos exercícios!
A única parte fixa é a do tratamento. Esse é inegociável e qualquer alteração só com devida recomendação médica!!

O último tópico também vai de encontro a essa questão.
Primeiro porque o controle adequado já é, por si só, um grande desvio do caminho das complicações.
Segundo porque, vide este blog, sou uma super entusiasta de que quanto mais forem divididas as experiências pessoais, maior a chance de outras pessoas acreditarem e se empenharem nos seus respectivos tratamentos.
E infelizmente (ou, felizmente...), tanto para o lado positivo como para o negativo.

Neste sentido, acho muito importante focar não só na prevenção do DM, mas principalmente na prevenção das sérias complicações que a falta de cuidados por gerar.

E assim como a Operação Lei Seca trabalha com vítimas de acidentes causados pela mistura de álcool e direção, ou como as campanhas anti-tabagismo que divulgam nos maços de cigarro imagens dos problemas decorrentes do fumo, penso que pegar no ponto fraco pode chamar a atenção até dos mais resistentes em assumir sua condição de paciente com diabetes...

De uma forma ou outra, o que importa é a ação!
Minha, sua, do Governo, dos órgãos responsáveis, dos médicos, dos amigos, da família... 

Seja como for:





Nenhum comentário:

Postar um comentário