Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

09 setembro, 2015

Pra monitorar o docinho sem dor...

Uma das perguntas mais frequentes que escuto quando vou medir minha glicemia é: "isso dói muito?".

Minha resposta é sempre a mesma: não. Na verdade, depois de seis anos e meio furando o dedinho no mínimo 3 vezes por dia, acho sinceramente que eu já acostumei, embora nunca tenha sido um problema para mim.

Como a tecnologia segue de vento em popa, a novidade do momento é o Genteel, o novo lancetador que promete furos sem qualquer dor.
É compatível com vários modelos de lanceta disponíveis no mercado e pode ser aplicado na palma da mão ou até mesmo no antebraço. Segundo o fabricante, mais conforto e praticidade.

No site tem mais detalhes (por aqui), depoimentos de alguns usuários e o link para a compra.

Para quem tem problemas, quaisquer que sejam, com o lancetador padrão, pode sim ser uma alternativa. Mas o precinho não é nada camarada: $129.

Se pararmos pra pensar que um monitor de glicemia hoje em dia custa menos de R$100,00 e que o câmbio está nas alturas, digo até que seria inviável.

Mas, fica a dica.
Para os pequenos, para pessoas com medo de agulhas ou com mais sensibilidade à dor, talvez valha o investimento!



Nenhum comentário:

Postar um comentário