Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

11 março, 2015

Nos passos da Educação...

Hoje é dia de comemorar. O passo é grande para mim e, me atrevo a dizer, para todos os muitos (ainda!) docinhos espalhados por aí.

Desde que conheci o conceito e entendi como tinha um efeito positivo no tratamento do diabetes – e aqui faço questão de pontuar que considero positivo para os pacientes, para os médicos, para a família e os amigos de quem convive... – tento me aprofundar na Educação em Diabetes. 

Não é somente uma teoria, nem mesmo uma simples aula. É um processo que interfere da maneira mais positiva possível na qualidade de vida e no dia a dia de quem convive com a doçura, interfere na maneira do paciente enxergar o diabetes.

É um meio de mostrar ao paciente de forma mais clara que ele pode levar uma vida normal, que precisar se cuidar não é um problema e que ele é parte fundamental (de novo, venho de atrevimento: parte principal!) no controle da sua glicemia e da sua saúde.

A educação em diabetes parte do princípio que o paciente deve se conhecer, deve saber sobre o significado de ter uma condição específica e qual o impacto disso. 

Voltando ao motivo da comemoração... Por pouco mais de um ano venho questionando à Sociedade Brasileira de Diabetes e à Associacao de Diabetes Brasil (os organizadores) sobre a paticipação no curso Educando Educadores, reconhecido pela Federação Internacional de Diabetes. 
E a resposta é sempre a mesma: o requisito básico é ser profissional da área de saúde (já até falei sobre isso por aqui).

Desta vez, fiz a mesma coisa quando recebi o e-mail falando sobre o próximo Curso que acontecerá em Abril, em São Paulo.
O diferente foi a resposta: fui autorizada a participar como ouvinte!! Não serei certificada, mas poderei participar do curso integralmente!

Mesmo não tendo o reconhecimento formal como Educadora, sei que participar do Curso vai ampliar o meu conhecimento e me ajudar ainda mais no controle e no cuidado com a doçura (sem contar os projetos que vem sendo pensados...). E é claro que tudo vai ser contado e mostrado aqui pelo IP... 

Feliz demais e já contando os dias ate lá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário