Nos passos da Educação...

Hoje é dia de comemorar. O passo é grande para mim e, me atrevo a dizer, para todos os muitos (ainda!) docinhos espalhados por aí.

Desde que conheci o conceito e entendi como tinha um efeito positivo no tratamento do diabetes – e aqui faço questão de pontuar que considero positivo para os pacientes, para os médicos, para a família e os amigos de quem convive... – tento me aprofundar na Educação em Diabetes. 

Não é somente uma teoria, nem mesmo uma simples aula. É um processo que interfere da maneira mais positiva possível na qualidade de vida e no dia a dia de quem convive com a doçura, interfere na maneira do paciente enxergar o diabetes.

É um meio de mostrar ao paciente de forma mais clara que ele pode levar uma vida normal, que precisar se cuidar não é um problema e que ele é parte fundamental (de novo, venho de atrevimento: parte principal!) no controle da sua glicemia e da sua saúde.

A educação em diabetes parte do princípio que o paciente deve se conhecer, deve saber sobre o significado de ter uma condição específica e qual o impacto disso. 

Voltando ao motivo da comemoração... Por pouco mais de um ano venho questionando à Sociedade Brasileira de Diabetes e à Associacao de Diabetes Brasil (os organizadores) sobre a paticipação no curso Educando Educadores, reconhecido pela Federação Internacional de Diabetes. 
E a resposta é sempre a mesma: o requisito básico é ser profissional da área de saúde (já até falei sobre isso por aqui).

Desta vez, fiz a mesma coisa quando recebi o e-mail falando sobre o próximo Curso que acontecerá em Abril, em São Paulo.
O diferente foi a resposta: fui autorizada a participar como ouvinte!! Não serei certificada, mas poderei participar do curso integralmente!

Mesmo não tendo o reconhecimento formal como Educadora, sei que participar do Curso vai ampliar o meu conhecimento e me ajudar ainda mais no controle e no cuidado com a doçura (sem contar os projetos que vem sendo pensados...). E é claro que tudo vai ser contado e mostrado aqui pelo IP... 

Feliz demais e já contando os dias ate lá!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Febre amarela: a gente - doce - pode se vacinar?

De um dia azul...

Uma dose de insulina, outra de confiança...