Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

19 abril, 2018

4º Ato: os números do Combo da doçura...

É pré, é pós, é na hora de fechar os olhinhos para sonhar, é no meio da madruga...

Um bom controle do diabetes está diretamente relacionado ao auto-monitoramento da glicemia.
Na prática, a gente sabe que nem sempre é possível medir a glicemia tanto quanto seria o ideal. Mas, em teoria, o glicosímetro é um dos nossos melhores amigos e, seja com sistema de monitprização contínua - sensor - ou com tirinhas e furos nos dedos, acompanhar a variação glicêmica é o passo fundamental para manter a doçura em ordem.

Com o AccuChek Combo, tenho conferido a minha glicemia entre 8 ou 9 vezes ao dia. E aí estão os meus números desde o começo da vivência em modo biônico:

Já fizemos ajustes nas dosagens de insulinas depois da análise de alguns deles e continuamos buscando uma adequação.

Pois bem, o que é uma grande vantagem no AccuChek Combo - a possibilidade de programar doses diferentes de insulina por intervalos de tempo (a cada hora!), é uma questão que acaba me deixando insegura. A cada dois ou três dias estamos analisando as minhas glicemias registradas. Em cima desses resultados, minha endócrino e as educadoras fazem os ajustes necessários.
Para mim, isso acaba remetendo a uma instabilidade no meu controle.

Com a caneta, tenho doses de insulina praticamente constantes. Quando muito, altero em duas unidades (a mais) no período menstrual.

Por outro lado, consegui perceber nesse tempinho uma leve melhora na minha pancinha em relação à lipohipertrofia (porque apesar de saber que devo revezar os locais de aplicação, nem sempre faço como deveria ser... contei sobre isso aqui no IP). Menos picadas na barriga = menos gominhos de gordura indesejados = menos risco de não-absorção de insulina.

Acho que toda essa tensão e ansiedade por estabilidade é natural em um momento de adaptação a um novo tratamento...
Então, seguimos nas avaliações e no empenho máximo nesse período de teste!

Nenhum comentário:

Postar um comentário