Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

22 setembro, 2016

...mais um... mais dois!!

Já faz um tempinho que eu estou numa árdua missão para engordar!

Há quem diga que esse deve ser o melhor dos desafios. Mas, veja bem: tem mudança de insulina no meio, inclusão de um suplemento que atrapalhou mais que ajudou, glicada que sobe, glicemias que descem, rotina de exercícios, alimentação regradinha, hormônios que piram... Ufa!

Enquanto isso, exames e consultas repetitivas e uma expectativa sem fim por resultados 'normais' e que signifiquem um intervalo nessa busca por razões para um tanto e coisinhas.

Em maio ficou tudo meio virado e em julho dei até uma desanimada quando vi que não tinha alcançado as melhorias que esperava. Em agosto, uma folguinha para uma ótima viagem com a família e, entre um passeio e outro no Chile, a bela gastronomia.

E sabe o que?? As delícias chilenas ajudaram e a balança finalmente respondeu: os tais 2kg (quase!) a mais estão de volta. 54kg foi a marca do dia, na consulta com a minha Super Endócrino.
Pelo menos uma meta cumprida!!

Quer dizer, nem tenho outras metas definidas com ela. Só tenho uma outra, minha mesmo, que incomoda e tira o sono, que é a da hemoglobina glicada. Subiu da última vez que medi (7,9%) e eu não gostei nadinha. Minha Super diz que não é motivo de preocupação e que podemos perseguir sim um valor menor e melhor, mas que que meu controle glicêmico é bom e que as razões desta alteração são aceitáveis nesse momento (troca de insulina, alguns períodos conturbados que acabaram influenciando, correções de hipos que aconteceram com maior freqüência...).

O hormônio da tireóide, que também andava meio tortinho, voltou para o lugar e está tudo bem!

Saí de lá com a incumbência de fazer um raio X de tórax (marcar é uma tarefa árdua, já tentei vários lugares e a data mais próxima que consegui foi 04/10!!) por conta de uma alergia que virou gripe e ainda não foi embora.

Fizemos alguns ajustes nas dosagens da insulina de correção (estava alta e acabava baixando demais o meu docinho) e seguimos monitorando as glicemias pré e pós, de olho na ação da Tresiba.

Fiquei mais calma, confesso!
Depois de tanto tempo convivendo com o diabetes, me senti vulnerável com as tantas variáveis que precisaram ser revistas durante os últimos meses.

Hora de seguir com mais foco, para manter a doçura sob controle.



Nenhum comentário:

Postar um comentário