Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

18 setembro, 2011

Nova lição: a agulha!


Depois de perceber que tinha alguma coisa errada com a caneta de aplicação de insulina, mandei um email pra Novo Nordisk (a fabricante), relatando o que estava acontecendo afim de saber se era comum este tipo de problema ocorrer e, nestes casos, como proceder.

Eles entraram em contato comigo pra saber mais informações sobre como e quantas vezes eu utilizo a caneta diariamente, qual o modelo da caneta (me pediram inclusive o número de série, para o caso de ser necessária a substituição, mas como já joguei a caixa fora, não tinha...).
Mas o que me chamou atenção foi quando perguntaram sobre quantas vezes eu utilizava uma mesma agulha...

Aí estava o "x" da questão!
Acabei descobrindo que o reuso de uma agulha pode não só machucar durante a aplicação, como - pior ainda - deixar entrar ar na caneta e com isso travar o êmbolo fazendo com que a dose de insulina não seja injetada corretamente.

Pela foto abaixo, dá pra ver bem como fica uma agulha usada:


Recomendo a leitura do artigo da Farmacêutica e educadora em diabetes Mônica Amaral Lenzi. Explica bem o que ocorre e destaca os principais motivos para não reutilizarmos uma agulha.

Lição aprendida!

Nenhum comentário:

Postar um comentário