Jejum e ansiedade pré-exame: o 'antigo' normal nos tempos de quarentena!

Mesmo depois de 11 anos de diabetes, fazer os exames periódicos para acompanhamento ainda é uma coisa que me deixa ansiosa. Ter que ficar de jejum por algumas horas me traz uma ansiedade enorme de entrar em hipoglicemia. 

Com a mudança de parâmetros para alguns exames, reduzindo de 12h para 8h esse intervalo de jejum, já melhorou bastante! De fato, não tenho tido grandes episódios de hipo nesses casos, mas segue a expectativa por furar o bracinho, coletar o sangue e  cumprir com a missão. 

Há algum tempo, justamente por conta dessa tensão de hipo pré-exame, optei por fazer a coleta domiciliar. Mesmo com a prioridade no laboratório (Lei estadual 7434/2016: "os hospitais, clínicas, postos de saúde e laboratórios de coleta de sangue, públicos e privados, credenciados ou não à Rede Estadual de Saúde, ficam obrigados a oferecer atendimento diferenciado aos portadores de Diabetes Mellitus, no tocante aos horários de exames que venham a ser feitos em caráter de jejum total, dando-lhes prioridade no atendimento"), ter que me deslocar com a glicemia mais baixinha ou caindo, é cansativo e gera um estresse enorme. 

Aí, veio pandemia, tem quarentena e um vírus invisível solto pelo ar: mais uma questão a somar na decisão de fazer o exame em casa, em vez de ir ao laboratório.

Me preparei e organizei a casa para isso: coloquei a minha máscara, deixei todos os documentos necessários separados (pedidos médcios, identidade, cartão do plano de saúde), mesa da sala sem nada além de uma toalha e bastante espaço livre para apoiar o que fosse preciso. Cadeiras separadinhas para mim e para a profissional. Hora do show! 
Glicemia de jejum medida no sensor: 68mg/dL.

Escolhi o Sergio Franco por ser o que já venho utilizando. Deu tudo super certo. A enfermeira chegou devidamente paramentada com máscara, protetor facial, capote, touca na cabeça e a dos pés, que foi colocada imediatamente antes de entrar na minha casa. Álcool 70 para higienizar as mãos e o que ia ser usado no meu exame e em menos de 20 minutos estava tudo resolvido! 

Glicmeia registrada no sensor depois do exame: 103mg/dL. 

Pronto: tranquilidade depois de não ter perdido a noite de jejum e não precisar começar tudo de novo. Rotina que segue: insulina, café da manha e bom dia!

Agora é esperar os resultados - outra ansiedade!! - depois de tanto tempo sem consulta e sem esse monitoramento da doçura. 







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A vida nas prateleiras...

Consulta Pública: recomendação para as Insulinas Análogas de Ação Prolongada

Nostalgia pré-diabetes... Será?