Sobre o diabetes: pra entender e prevenir!

Ouvimos falar muito sobre esse tal diabetes.
Verdades, mentiras... mitos.

Uma doença que já foi classificada como fatal e hoje - graças a muito estudo, muita pesquisa e à busca por melhor qualidade de vida de quem convive com esta companhia diária - já é considerada como crônica.

Da mesma forma, falamos sobre prevenção, conscientização e educação. Mas para começar a pensar nisso tudo, é preciso explicar e esclarecer o que é o diabetes.

Para termos a real noção da gravidade da situação, lanço mão da estatística apresentada em 2014 no Atlas da Federação Internacional de Diabetes - IDF:
387 milhões de pessoas no mundo tem diabetes!! E 46,3% destas pessoas ainda nem foram diagnosticadas corretamente.

Já falei algumas vezes no IP sobre as particularidades do tipo 1 e do tipo 2 (explicadinho aqui), mas faltando menos de 30 dias para o Dia Mundial de Diabetes, é importante lembrar sobre o que de fato significa ter diabetes.
Esse é o primeiro passo!

De acordo com a definição da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, o "Diabetes Mellitus é uma doença caracterizada pela elevação da glicose no sangue (hiperglicemia). Pode ocorrer devido a defeitos na secreção ou na ação do hormônio insulina, que é produzido no pâncreas, pelas chamadas células beta. A função principal da insulina é promover a entrada de glicose para as células do organismo de forma que ela possa ser aproveitada para as diversas atividades celulares. A falta de insulina ou um defeito na sua ação resulta portanto em acúmulo de glicose no sangue, o que chamamos de hiperglicemia."


De volta aos números registrados pela IDF, tem mais um que assusta:
A expectativa é que em 20 anos terão mais 205 milhões de pessoas com diabetes no mundo!

Esta conclusão é baseada no monitoramento que vem sendo feito há alguns anos e que traz outros dados que assustam:

  • O número de pessoas com DM 2 vem crescendo progressivamente em todos os países
  • O diabetes levou à morte 4,9 milhões de pessoas em 2014
  • Mais de 79.000 crianças desenvolveram diabetes tipo 1 em 2013 
Como mudar esta situação?
Como reconhecer um sintoma e buscar atendimento médico e tratamento?

Os sintomas mais comuns são fome e sede excessiva, poliúria (aquela vontade constante de fazer xixi), cansaço e fadiga frequentes, perda brusca de peso, alterações na visão, formigamento.
Percebendo qualquer destes sintomas, não demore a buscar ajuda profissional.
Eu, por exemplo, tinha vários desses sintomas mas também tinha 'desculpas' para cada um deles! Só descobri realmente o que estava acontecendo comigo num exame de rotina... Já contei essa história e fica novamente o alerta.

E por falar em alerta, deixo também o da Sociedade Brasileira de Diabetes:

A Campanha do Dia Mundial do Diabetes vem exatamente cumprir esse papel.
É preciso levar informação e esclarecimento à todo mundo. 

O círculo azul, que representa a união dos povos contra o diabetes - muita mais sobre isso aqui - é o nosso símbolo. 

A educação em diabetes é o caminho.
O conhecimento é parte da solução!





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MiniMed 640G: Cena 7 - A decisão de parar...

Febre amarela: a gente - doce - pode se vacinar?

De um dia azul...