Crônicas do Isolamento -- Não está tudo bem!

Ás vezes eu me pergunto como as pessoas estão nesse momento em que a pandemia ainda está nos rondando, mas que também já está indo embora.

Esse limbo entre o "ainda não acabou" e o "já está tudo liberado" tem me deixado perdida e até travada em alguns processos. 
Não consigo me sentir totalmente liberta para sair sem uma mínima avaliação do evento, do local, da lotação esperada... por outro lado, também não consigo me sentir totalmente à vontade para sair de casa sem ao menos levar uma máscara na bolsa. 

Me pego sem saber como agir, como sair. Na verdade, na maioria das vezes, me pego sem vontade de sair. 
Esquisita essa volta ao convívio social depois de tanto tempo trancada em casa... 

Achei que depois de ter tido covid, me sentiria mais segura de alguma forma. 
Mas não, me vejo vulnerável da mesma maneira. 
Até pensando se devo me recolher novamente por um tempo.

Ainda que eu já tenha voltado a circular pela rua, a encontrar amigos, a ir aos aniversários, à restaurantes, shoppings, percebo que estou travada em alguns aspectos. 
Como se estivesse esperando 'tudo' passar.
Como se a motivação estivesse em modo de espera...

Será que me acostumei a ficar em casa, a ficar isolada?

Só quando voltei aos reencontros é que entendi o quanto eu tinha sentido falta de estar com os meus. 
Então descarto essa possibilidade. 

Mais alguém assim? Mais alguém se sentindo sem saber o que fazer e como fazer?

Na última semana trabalhei presencialmente. 
Impressionante como meu corpo não está mais condicionado a passar o dia inteiro assim, fora de casa. 
Fiquei exausta!
E aí, com todo o cansaço e o vai e vem para o escritório, o diabetes ficou de lado em alguns momentos. 

Insulina bôlus esquecida por vezes, hiper, hipo pós correção da hiper... 
Resultado: caos diabético + instabilidade de humor + impaciência enorme (e, de quebra, TPM!).

Tô cansada de não saber quando isso vai acabar. 
(Ou por não ter aceitado ainda que não vai acabar de fato, que só vai ficar mais corriqueiro e menos grave.) 

Quero ser otimista de novo, mas está difícil!
Queria estar motivada a fazer e acontecer, mas não estou. 
Me sinto acomodada... 

O mundo está ao contrário, todo mundo reparou e a sensação é que está todo mundo esperando alguma coisa passar para (re)agir.


Esse cenário sem previsão de mudança me assusta.

Que chatice isso.

Pandemia, dia 850. 

Existe insulina que venha com alguma dose de paciência??
Se alguém souber, avisa! 






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quando falta educação, sobra preconceito!

"Liberdade, liberdade"...

Hipo sem crise!