Crônicas do Isolamento -- Para todo mal, a cura.

Sete de abril, Dia Mundial da Saúde. 
Em um país que agoniza frente à pandemia, não há o que se comemorar. 
Cortes orçamentários, negacionismo, gripezinha, kit covid... um absurdo de fatos que só comprovam o que os cidadãos brasileiros estão enfrentando e que se somam à força desse vírus invisível.

Como consequência direta, um recorde vem sendo quebrado todos os dias: o do número de pessoas que perdem a vida para o COVID. 

Não existem políticas públicas adequadas, não existem ministros que assumam a causa e o problema trazendo solução real, o caos anunciado segue ignorado, não há ação eficaz para ampliação do programa nacional de imunização... 

Falta cuidado e sobra desdém. 

Há pouco mais de um ano a pandemia chegou e escancarou a irresponsabilidade de governantes que já vinham fazendo da política o palco para suas escolhas e decisões mais absurdas. 

Seguimos sem proteção a quem precisa, sem vacinas suficientes, sem cuidado, sem atenção.

Se quando isso tudo começou não sabíamos o que vinha pela frente, agora, tantos meses depois, não sabemos mais ainda! 
Não dá para saber até quando isso vai, o quanto as novas variantes do vírus vão se multiplicar por aí, por quanto tempo as máscaras serão necessárias, quando o plano nacional de imunização vai de fato chamar pessoas com doenças crônicas desde sempre classificadas como grupo de risco... 

Por outro lado, faço questão de lembrar que agir pelo bem coletivo é a maior ferramenta. 
Tão difícil algumas pessoas perceberem...  

Que sejamos capazes de virar esse jogo tão duro.

Daqui, vou um dia de cada vez. 
Me abstenho de notícias quando entendo que preciso desintoxicar, busco informações quando quero me atualizar, emano meu amor e a minha compaixão a quem sofre uma perda que jamais será justificada e torço para que o 'ser' não deixe mais o 'humano' de lado.  

Quarentena, dia 388.
Dia Mundial da Saúde.

Que o mundo se cure. 
Que a alma de cada egoísta também. 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crônicas do Isolamento -- E daí?

Crônicas do Isolamento -- Do lado de lá do portão...

Crônicas do Isolamento -- O Bem do Mar