Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

09 março, 2017

Back in business!

Carnaval passou, Março chegou e eu dei uma sumida de leve! Mas aqui estou, para contar o que aconteceu nesse tempinho e reorganizar tudo que tem pra ser dito e mostrado aqui no IP.




Os dias de folia pelas ruas e blocos do meu Rio foram, mais uma vez, uma grande diversão!
Entre as ladeiras do Pasmado e até a Sapucaí, teve brilho, teve fantasia e teve alegria. Teve Banga!!

Meu docinho ficou muito comportado e só agora, 10 dias depois, é que voltei à dosagem normal da insulina, sem as reduções.

Ah, e no domingo de Momo, saiu uma matéria bem bacana no Jornal O Dia, contando um pouco da minha história doce e os cuidados que eu tenho com a saúde durante o carnaval. Para quem não viu, o link é esse --> DOÇURA N'O DIA.





Viajei logo depois da quarta-feira de cinzas. Sossego na Serra com os amigos: o destino era Lumiar.

Alugamos uma casa no topo do vale.
Fresquinho, visual incrível (vê só aí embaixo), varanda com rede, joguinhos, vinho, riso, muito papo...
... e no meio da temporada, uma crise de falta de ar!

Que susto, viu.
Um cansaço grande, tosse constante e a dificuldade para respirar não me deixava.
Depois de quase 3 dias assim, decidi voltar para o Rio e procurar um médico.

Duas idas à emergência, alguns exames feitos e foi descartada a possibilidade de algo mais sério. Pulmão limpo, exames de sangue normais e um coquetel que junta anti-histamínico, corticóide e xarope!! Mais: recomendação de repouso por 48 horas, vinda da minha super endócrino. Depois disso, faremos uma nova avaliação.

Um detalhe importante: um olho bem grandão monitorando a glicemia, já que esses medicamentos interferem bastante. Alguns resultados entre 250mg/dL e 300mg/dL já andam aparecendo... Fico bem chateada e insegura, mas sei que é por um período e que logo vai passar. Por enquanto, insulina de correção sempre à postos e alguns furinhos nos dedos a mais para tomar conta e tentar domar os efeitos dos remédios.
E meu Libre, que tinha só 5 dias de uso, precisou ser removido por causa do raio X de tórax que fiz no hospital...

Agora tô quietinha em casa e finalmente comecei a sentir uma melhora. Menos tosse e a falta de ar está um pouco mais branda. Além de estar cuidando bastante da alimentação, a ingestão de líquidos é a todo momento.

Vou aproveitar para colocar minhas pesquisas em dia, escrever o que está pendente e seguir na busca por melhores caminhos nessa vida doce. Sempre!!

Ainda há muito a ser falado e um outro tanto a desmitificar!


Nenhum comentário:

Postar um comentário