Sobre promessas de cura: o posicionamento da SBD.

Há pouco mais de uma ano compartilhei aqui no IP minhas preocupações com as promessas de cura e reversão do diabetes que vinham sendo divulgadas aos quatro ventos por um médico.

De lá para cá, a 'propaganda' segue e na última semana foi inclusive para a TV...

Como já tinha colocado no post anterior, existe um risco enorme em deixar o tratamento de lado para dar lugar à processos que apresentam uma 'solução mágica'!

Hoje a Sociedade Brasileira de Diabetes publicou uma nota se posicionando sobre a questão, destacando a irresponsabilidade deste profissional e a falta de cuidado com os pacientes que convivem com o diabetes.

Reproduzo aqui na íntegra, para esclarecimento:

A Sociedade Brasileira de Diabetes vem sendo insistentemente acionada por um número crescente de questionamentos sobre FALSAS promessas de cura do diabetes, divulgadas por meio de diversas mídias e contrariando determinação expressa do Código de Ética Médica, que proíbe a prática de consultas e prescrições terapêuticas sem a devida avaliação clínica por parte do médico e equipe responsável.
No dia 24 de julho, o programa Domingo Espetacular da TV Record, divulgou uma matéria questionável sobre a suposta cura do diabetes, sendo essa abordada de forma imprudente. A Sociedade Brasileira de Diabetes desaprova tal conteúdo e alerta sobre os perigos das recomendações expostas nessa reportagem.
Esclarecemos que, quando o paciente é bem orientado por profissionais sérios e éticos, o diabetes pode sim ser controlado com medidas eficazes de educação em diabetes, alimentação saudável, prática de exercícios e tratamento farmacológico. Por outro lado, promessas de curas milagrosas e não fundamentadas, através da exploração inescrupulosa de pessoas menos informadas, constituem-se em risco considerável para a saúde pública, principalmente quando o agente infrator chega a recomendar a redução e/ou suspensão do tratamento farmacológico prescrito, sem nem mesmo conhecer as peculiaridades clínicas de cada paciente.
A Sociedade Brasileira de Diabetes já tomou as providências éticas cabíveis junto ao Conselho Regional de Medicina do Ceará, região de inscrição do médico citado na matéria, e está aguardando medidas urgentes para o devido encaminhamento ético e legal deste assunto. 

São Paulo, 02 de agosto de 2016.

DR. LUIZ A. TURATTIPresidente da Sociedade Brasileira de Diabetes 
DRA. MARISTELA STRUFALDI I DRA. DEISE REGINA BAPTISTACoordenadoras do Departamento de Nutrição da Sociedade Brasileira de Diabetes 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Febre amarela: a gente - doce - pode se vacinar?

De um dia azul...

Do tipo que se importa...