Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

31 maio, 2016

Tabagismo x Diabetes.

Venho falando muito na influência da alimentação para manter a glicemia em ordem, mas também já é de grande conhecimento que outros fatores podem ajudar: manter uma rotina constante de exercícios, não esquecer as doses dos medicamentos, não deixar de ir às consultas previstas... mas pouco (na verdade, praticamente nada) se fala sobre a influencia do tabaco no controle do diabetes.

O cigarro, o fumo constante, raramente é levado em conta nas campanhas de controle ou prevenção contra diabetes.

Ano passado tive a oportunidade de participar do VIII Seminário de Alianças Estratégicas para Promoção da Saúde. Fui convidada pela minha amiga Anna Monteiro, que é Diretora de Comunicação da ACT+ (Aliança de Controle ao Tabagismo e Saúde).

Entre tantos assuntos, as doenças crônicas não transmissíveis (DCNT):
- Doenças cardiovasculares;
- Câncer;
- Doenças respiratórias crônicas;
- Diabetes.

E um dado chamou a atenção: em 2007, aproximadamente 72% das mortes no Brasil foram causadas pelas DCNT! Mortes prematuras, de pessoas em idades produtivas - entre 30 e 70 anos, que poderiam ser evitadas através de "políticas públicas de saúde, enfrentamento e prevenção", como bem coloca a ACT+.

Os fatores de risco para as doenças crônicas não transmissíveis são o sedentarismo, a má alimentação, o uso nocivo do álcool e o tabagismo. Dentro do tema diabetes, a relação entre complicações, descontrole e o cigarro, mesmo quando se trata de fumantes passivos. Além disso, já foi comprovado que o tabagismo também é um fator que pode influenciar no surgimento do diabetes tipo 2. Num artigo publicado pela Sociedade Brasileira de Diabetes em 2014, o Dr. Augusto Pimazoni Netto (Coordenador do Grupo de Educação e Controle do Diabetes do Hospital do Rim da UNIFESP) fala mais sobre a questão.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, "o tabagismo é a principal causa de morte evitável no mundo, respondendo por 63% dos óbitos relacionados a doenças crônicas não transmissíveis...". Por isso, em 1987 foi criado o Dia Mundial sem Tabaco, estipulando a data de 31 de maio, para ser usado como um alerta coletivo.

A ACT+ lançou recentemente a campanha #AcabouODisfarce, com uma petição pelas embalagens de cigarro padronizadas: "a proposta é tornar a embalagem igual para todas as marcas de cigarro, padronizadas em termos de forma, tamanho, modo de abertura, cor, fonte, livre de marcas, design e logos, tirando o 'glamour' dos designa atraentes".

Para conhecer mais e assinar a petição, é só acessar esse link.

Parece desnecessário, parece exagerado, mas não é.
Quando se trata de saúde, entender o problema e eliminar o risco são sempre boas decisões!












Nenhum comentário:

Postar um comentário