Pra ser coletivo!

Descobri mais uma organização que tem como objetivo a busca pelo melhor em termos de tratamento e boas condições de vida para nós, docinhos.

Dentro do conceito de que a 'união faz a força', a Rede Nacional de Pessoas com Diabetes (RNPD) é uma rede "de pessoas vivendo e/ou convivendo com o Diabetes, sem vínculo político-partidário e religioso, que atua na promoção do fortalecimento das pessoas com Diabetes, independente de gênero, credo, raça, cor ou etnia, orientação sexual e nacionalidade'.
A Rede, que foi criada em 2006 e conta com o apoio da ADJ, tem representantes nacionais, estaduais e municipais, que são eleitos entre os participantes e atuantes nos grupos.

Entre as prioridades, estão os encontros e reuniões com pessoas que, sendo pacientes ou não, convivem com o diabetes e trabalham juntos no suporte, no cuidado e na prevenção do diabetes. Qualquer pessoa pode participar!!
Para se inscrever, é só se cadastrar (online, aqui).

A única condição é que esteja de acordo com os Princípios estabelecidos e que servem como base para todas as ações coordenadas por eles:



- Troca de experiências pessoais, informações, habilidade e recursos essenciais para estabelecer, manter e melhorar a qualidade de vida das pessoas com diabetes

- Provisão de recursos humanos que possibilitem as pessoas com diabetes: conter o medo, a desinformação, a discriminação e os preceitos que elas possa, enfrentar em suas vidas

- Fortalecimento das pessoas com diabetes para que participem ativamente no processo de conquista aos seus direitos de cidadania

- Incentivo por diferentes meios, à formação de grupos de ajuda - mútua, através da capacitação, instrumentalização e formação de novas lideranças em todo o território nacional, objetivando compartilhar experiências, ideias e projetos de integração das pessoas com diabetes em geral

- Criação de oportunidades para que as vozes das pessoas vivendo e/ou convivendo com diabetes possam ser ouvidas em nível municipal, estadual, nacional e internacional

- Denúncia por todos os meios de ações governamentais, individuais, religiosas, empresariais, etc,. que desrespeitem os direitos humanos das pessoas com diabetes ou de qualquer enfermidade crônica

- Fortalecimento das pessoas vivendo e/ou convivendo com diabetes para que participem do processo de construção em nível municipal, estadual, nacional ou internacional, através das informações, treinamentos, capacitações, visando suas participações em instâncias do controle social

- Fomento na formação de frentes parlamentares, ampliando a frente de defesa dos direitos das pessoas vivendo com diabetes em municípios, estados e no país junto aos poderes legislativo, executivo e judiciário

- Fomento junto ao poder público, iniciativa privada e sociedade civil de campanhas contínuas de informação e prevenção do diabetes e suas sequelas em caráter local, municipal, estadual, regional, nacional e internacional.


Em resumo, dedicação ao bem estar, ao esclarecimento e ao suporte!

A pergunta que fica é: Por que instituições e ações como estas não são divulgadas e apresentadas em larga escala?!

Já me 'alistei' ao time e agora estou ansiosa pelo retorno deles!!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MiniMed 640G: Cena 7 - A decisão de parar...

Febre amarela: a gente - doce - pode se vacinar?

MiniMed 640G: Cena 1 - Bombando!