Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

14 janeiro, 2015

Pra ser coletivo!

Descobri mais uma organização que tem como objetivo a busca pelo melhor em termos de tratamento e boas condições de vida para nós, docinhos.

Dentro do conceito de que a 'união faz a força', a Rede Nacional de Pessoas com Diabetes (RNPD) é uma rede "de pessoas vivendo e/ou convivendo com o Diabetes, sem vínculo político-partidário e religioso, que atua na promoção do fortalecimento das pessoas com Diabetes, independente de gênero, credo, raça, cor ou etnia, orientação sexual e nacionalidade'.
A Rede, que foi criada em 2006 e conta com o apoio da ADJ, tem representantes nacionais, estaduais e municipais, que são eleitos entre os participantes e atuantes nos grupos.

Entre as prioridades, estão os encontros e reuniões com pessoas que, sendo pacientes ou não, convivem com o diabetes e trabalham juntos no suporte, no cuidado e na prevenção do diabetes. Qualquer pessoa pode participar!!
Para se inscrever, é só se cadastrar (online, aqui).

A única condição é que esteja de acordo com os Princípios estabelecidos e que servem como base para todas as ações coordenadas por eles:



- Troca de experiências pessoais, informações, habilidade e recursos essenciais para estabelecer, manter e melhorar a qualidade de vida das pessoas com diabetes

- Provisão de recursos humanos que possibilitem as pessoas com diabetes: conter o medo, a desinformação, a discriminação e os preceitos que elas possa, enfrentar em suas vidas

- Fortalecimento das pessoas com diabetes para que participem ativamente no processo de conquista aos seus direitos de cidadania

- Incentivo por diferentes meios, à formação de grupos de ajuda - mútua, através da capacitação, instrumentalização e formação de novas lideranças em todo o território nacional, objetivando compartilhar experiências, ideias e projetos de integração das pessoas com diabetes em geral

- Criação de oportunidades para que as vozes das pessoas vivendo e/ou convivendo com diabetes possam ser ouvidas em nível municipal, estadual, nacional e internacional

- Denúncia por todos os meios de ações governamentais, individuais, religiosas, empresariais, etc,. que desrespeitem os direitos humanos das pessoas com diabetes ou de qualquer enfermidade crônica

- Fortalecimento das pessoas vivendo e/ou convivendo com diabetes para que participem do processo de construção em nível municipal, estadual, nacional ou internacional, através das informações, treinamentos, capacitações, visando suas participações em instâncias do controle social

- Fomento na formação de frentes parlamentares, ampliando a frente de defesa dos direitos das pessoas vivendo com diabetes em municípios, estados e no país junto aos poderes legislativo, executivo e judiciário

- Fomento junto ao poder público, iniciativa privada e sociedade civil de campanhas contínuas de informação e prevenção do diabetes e suas sequelas em caráter local, municipal, estadual, regional, nacional e internacional.


Em resumo, dedicação ao bem estar, ao esclarecimento e ao suporte!

A pergunta que fica é: Por que instituições e ações como estas não são divulgadas e apresentadas em larga escala?!

Já me 'alistei' ao time e agora estou ansiosa pelo retorno deles!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário