2 anos!!



"Anunciaram e garantiram que o mundo ia se acabar
Por causa disso minha gente lá de casa começou a rezar
E até disseram que o sol ia nascer antes da madrugada
Por causa disso nessa noite lá no morro não se fez batucada..."

Assim cantou Carmem Miranda, há um certo tempo atrás...

O que acontece é que tal do mundo não se acabou (ufa!).
Com ou sem fim do mundo cada um foca na sua fé, mal não faz!
O sol chegou na hora que devia, já trazendo o verão, e minha batucada rolou sim (tudo bem, foi logo ali na Lapa mesmo).

E já que o mundo continua sendo mundo, vamos comemorar que é dia de festa por aqui: meu Insulina Portátil completa dois aninhos hoje!!


Como parece que foi ontem que eu resolvi, cheia de 'poréns' na cabeça, apertar o enter que publicava o primeiro post, com um receio de como a novidade seria recebida.

E de mansinho ele está crescendo. E eu também: mais experiente no assunto, mais segura sobre o tratamento, mais ciente da minha postura.

Ainda não está como eu quero... A intenção é de todo dia ter uma atualização (assuntos não me faltam!). Pelo menos por enquanto eu não consigo. Mas os rascunhos existem e estão no forno só esperando.

Relendo os posts vejo insegurança algumas vezes; escrevia pensando: será que alguém vai ler? ou "preciso escrever algo bacana e relevante, para que as pessoas que acompanham o blog não percam o interesse!" e mais: "será que este blog faz algum sentido"?


Para o público, espero que sim, mas não posso afirmar com 100% de certeza. 
Por outro lado, para mim não resta um pinguinho de dúvida: faz todo o sentido!
Com o blog mantenho o estímulo de estudar, pesquisar, me empenhar e ter sempre os pés no chão!




Meu pedido? 
Força, paciência, calma, foco sempre! 

Mais quitutes diet por aí, mais e mais avanços e opções de tratamentos menos invasivos e que a cura, que eu acredito que está cada vez mais perto, chegue logo!






Então, que venham mais e mais aniversários, recheados de boas noticias, superação e descobertas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Febre amarela: a gente - doce - pode se vacinar?

De um dia azul...

Uma dose de insulina, outra de confiança...