Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

28 setembro, 2012

Pra alimentar o riso!

Nada como bom humor!
O dia fica mais agradável, o relacionamento com as outras pessoas melhor, ajuda a resolver situações mais complicadas e por aí vai...

Por isso vale dar uma olhadinha nas dicas da Nutricionista Gislaine Luiz Bueno, em entrevista para o site Diabetes Nós Cuidamos, para aqueles dias em que o humor não está tão bom assim:


"(...) nem só o chocolate interfere no humor. Existem outros alimentos que também ajudam a estar de bem com a vida e não carregam, na maioria das vezes, um grande inconveniente do chocolate, que é muito calórico." 
- Peixes: alguns deles, como o salmão e o atum, são ricos em ômega 3, que melhora a circulação e estimula o sistema nervoso a produzir hormônios que dão força ao apetite sexual, constituindo reforço para a mente e o humor. O ômega 3 está presente também na linhaça e nas nozes.
- Açafrão: tem efeito comparável ao mais famoso medicamento antidepressivo, segundo pesquisas realizadas pela Universidade de Ciências Médicas de Teerã. Outros temperos que também ajudam contra a depressão: cardamomo, pimenta, sálvia, ginseng, canela, mostarda, cravo.
- Grãos integrais e feijão: carboidratos são essenciais, mas não deixe que eles comprometam a glicemia. Evite as versões brancas e processadas. Grãos integrais e feijão contêm fibras que deixam os níveis de glicemia estáveis e têm grande quantidade de vitaminas que se transformam em neurotransmissores relacionados ao humor.
- Cafeína: estimula os hormônios que regulam a excitação e interfere nas reações químicas que liberam a dopamina, neurotransmissor que dispara a libido no cérebro e também se reflete no bom humor.
- Chocolate amargo: quanto mais escuro melhor. O recomendável é que ele contenha 60% de cacau ou mais. Se houver disposição, tente a versão de cacau bruto. O cuidado, é claro, é consumir moderadamente.
- Vitamina D: a principal fonte dela não é o alimento, mas o sol. Vivendo num país tropical como o nosso, a dica é aproveitar o astro-rei também para a saúde e o equilíbrio emocional. Pesquisas mostram que pessoas com níveis baixos de vitamina D no sangue estão mais sujeitas a depressão. Bastam de 10 a 20 minutos por dia, de manhã cedinho ou no final da tarde.



Nenhum comentário:

Postar um comentário