MiniMed 640G: Cena 2 - Quase bombando...

31 de julho era a data marcada para começar o novo tratamento da vida doce... Ia colocar a bomba de insulina hoje. Só que com a demanda por este tipo de tratamento aumentando, faltaram sensores.

Eu explico...
A Medtronic está lançando a MiniMed640G no Brasil, mas as bombas de infusão de insulina já são utilizadas há muito mais tempo. Por conta disso, o sensor que se comunica com a bomba - o 'Enlite' - passou por um período de baixa no estoque, como informado pelo comunicado da empresa: 





"Devido ao aumento significativo da demanda pelos nossos sensores de glicose, estamos vivenciado disponibilidade limitada deste produto. A melhora significativa de nosso CGM ('continuous glucose monitor', ou, monitor contínuo de glicose), combina com novas coberturas de reembolso em alguns países e aumento da conscientização sobre os benefícios da monitorização contínua, ocasionaram aumento de sua utilização. 




Com base nisso, reavaliamos estimativas de disponibilidade e acreditamos que teremos restrições de fornecimento dos sensores por alguns meses. Como resultado, podem acontecer alguns atrasos no envio de pedidos nesse período".

Nos dias 28 e 29 de julho aconteceu, em São Paulo, o treinamento dos blogueiros que vão fazer o teste do sistema MiniMed640G. Como eu não pude ir, vou fazer o meu aqui no Rio, com a Ligia Figueiredo, enfermeira e educadora em diabetes da Medtronic. Com a indisponibilidade do sensor, meu kit não chegou a tempo e por isso o meu início nesse mundo bombado também vai atrasar alguns dias. 

Enquanto isso, a ansiedade segue grande por aqui. 
Ontem fui acordada cedinho por uma hipoglicemia chatinha... A primeira coisa que pensei foi: "a bomba não suspendeu a liberação da insulina!".
Cabeça já funcionando no ritmo do tratamento novo!!

Falta pouco!
Vai ser esta semana ainda e vou avisando por aqui. 

E, olha, para quem usa qualquer um dos sistemas de infusão contínua de insulina da Medtronic e está com problemas de falta do sensor, a empresa recomenda que se faça contato com a Central de Atendimentos (0800 773 9200), a qualquer horário em qualquer dia da semana.






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Febre amarela: a gente - doce - pode se vacinar?

De um dia azul...

Uma dose de insulina, outra de confiança...