Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

05 setembro, 2013

Saúde em garrafa!

Para manter a glicemia em níveis bons e aceitáveis?
Vinho!

E é sério.

Uma tacinha por dia equivale a 30 minutos de exercício!! É o que diz uma pesquisa feita pela Universidade de Alberta, no Canadá.
Isto se dá graças ao 'resveratrol', que é uma substância presente na casca do vinho e que é liberada quando da fermentação da uva, no processo de produção.

Com uma tacinha por dia, são minimizados os efeitos de sedentarismo, o que contribui para evitar que os músculos envelheçam.
Conforme a aulinha que eu coloquei aqui no blog estes dias, daqui pode-se concluir, portanto, que ajuda na absorção de insulina pelo organismo, fazendo com que as glicemias tenham um melhor controle.

Antes de continuar, pausa para uma observação - quase um alerta: não vale abandonar a bike, a academia, o futebol, a caminhada e 'praticar' somente o vinho!

E mais: a União Brasileira de Vitivinicultura aponta, entre outros, os requisitos para quem (con)vive com o diabetes e quer incorporar este hábito na dieta:

1. Só beba se estiver com o DM sob controle
2. Beba junto ou logo após uma refeição
3. Fique atento para evitar hiper ou hipoglicemia
4. Contabilize as calorias da bebida
5. Se beber à noite,faça um lanche antes de dormir
6. Dê preferência ao vinho tinto seco, que é menos calórico.

Quem me acompanha?
Tim-tim!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário