Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

06 agosto, 2012

Associação de Diabetes Juvenil


Ouvi algumas vezes de conhecidos ou amigos dos amigos histórias sobre algum parente e pessoas próximas que tem dificuldade em lidar com crianças / adolescentes com diabetes.

Se para um adulto, consciente dos cuidados necessários para controlar as taxas de açúcar no sangue, nem sempre é fácil resistir às tentações e encarar um desafio qualquer que apareça com o tratamento, fico imaginando como deve ser complicado deixar claro para as crianças - e os já nem tão criança assim, mas que podem reagir com rebeldia - que eles têm uma doença crônica e que por causa disso vão ter que aprender a conviver com certas limitações.

E apesar de já ter citado a Associação de Diabetes Juvenil (ADJ) em um post aqui do blog, me dei conta que não havia divulgado quem eles são e o que fazem...

Pois então, nunca é tarde!
A ADJ foi criada por um grupo de pais de crianças e adolescentes diagnosticados com diabetes, para "promover a educação nesse campo para portadores, familiares, profissionais de saúde e comunidade".

Apesar de estarem em sua maioria em São Paulo, a Associação tem representantes em todas as regiões do Brasil.

Na associação os pacientes contam com médicos, enfermeiros e voluntários, que são responsáveis pelo atendimento gratuito e ainda realizam campanhas educativas.

Importante dizer: a ADJ é filiada à International Diabetes Federation.

Através do site é possível conhecer um pouco mais sobre a atuação deles. 
E mais: tem dicas e informações - receitas, exercícios, grupos de apoio - que podem ajudar aos pais e responsáveis no dia-a-dia.



Nenhum comentário:

Postar um comentário