Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

04 janeiro, 2012

Pra ficar em dia...


Recesso, festas de final de ano... e junto com isso um leve exagero!

Pra colocar os níveis de glicose no seu devido lugar, vale uma ajudinha bem prática: incluir no cardápio diário alimentos que tem grande quantidade de fibras, minerais e proteínas.

Na revista Viva Saúde publicada em Outubro, uma matéria trazia indicações de dez alimentos que contribuem para um controle melhor da glicemia:

MANGA: 
"Tem uma quantidade relevante de fibras, que retardam a digestão do amido, fazendo que o açúcar seja liberado no sangue mais lentamente. Outro componente de destaque na fruta é o betacaroteno, que tem efeito protetor contra a resistência à insulina."

Quantidade recomendada: 1 porção por dia.


AMÊNDOA: 
"Aumenta a sensibilidade à insulina, derrubando as taxas de açúcar no sangue. A presença constante desse mineral na mesa afasta o risco de diabetes tipo 2. Além de ajudar a regular a ação da insulina, o mineral protege as células contra os radicais livres, que também atrapalham o metabolismo do açúcar."

Quantidade recomendada: uma ou duas unidades por dia.


ESPINAFRE: 
"Contribui para a prevenção e o controle de diabetes por causa das fibras, que auxiliam o metabolismo do açúcar. E pela presença do cromo, que potencializa os efeitos da insulina, melhorando a captação de glicose pelas células."

Quantidade recomendada: 1 porção (meio prato de sobremesa) 3 vezes por semana.



PÃO INTEGRAL: 
"Alto teor de fibras. Além de conferirem sensação de saciedade, evitam perigosas flutuações nas taxas de açúcar no sangue, já que são digeridas mais lentamente."

Quantidade recomendada: até 3 fatias por dia.



SOJA: 
"O consumo regular derruba o risco de desenvolver o diabetes. O efeito é atribuído às fibras,que tem influência positiva no controle da glicemia, e a um ingrediente particular da proteína da soja, as isoflavonas. Elas ajudam a regular a produção hormonal e têm potencial antioxidante, isto é, preservam as células contra agressões."

Quantidade recomendada: 3 colheres de sopa por dia.



CANELA: 
"Faz as células recuperarem a habilidade de responder à insulina, o que favorece o metabolismo do açúcar. Doses pequenas reduzem a glicemia em jejum e melhoram o os índices de colesterol em mulheres que manifestam diabetes após a chegada da menopausa."

Quantidade recomendada: 1 colher de chá cheia diariamente

CAFÉ: 
"O consumo diário desta bebida (tanto o comum quanto o descafeinado) pode reduzir o risco de diabetes tipo 2. O ideal é que seja consumido na hora do almoço. A possível explicação é que o café talvez retarde a absorção de parte da glicose obtida dos alimentos durante o almoço."

Quantidade recomendada: até 3 xícaras por dia.


CARNE VERMELHA: 
"Ajuda a regular a ação da insulina, diminuindo o risco de diabetes."

Quantidade recomendada: um pedaço médio assado ou grelhado 3 vezes por semana.


BATATA YACON: 
"Possui uma substância semelhante à insulina, capaz de reduzir as taxas de glicose no sangue. O carboidrato presente ali, a inulina, é um tipo de açúcar de baixa caloria, que não promove picos de glicemia, embora garanta o aporte de energia necessário às atividades diárias."

Quantidade recomendada: 3 a 4 fatias por dia (deve ser consumida de preferência crua, como uma fruta; o sabor é semelhante ao da pêra). Outra opção é fazer um chá com suas folhas e tomar 2 vezes ao dia.


LINGUADO: 
"Fonte de ácidos graxos ômega-3, que pode ajudar pessoas com diabetes a perder peso. Pequenas perdas de peso repercutem bem na glicemia."

Quantidade recomendada: consumo de linguado (ou qualquer peixe) 3 vezes por semana.



Um passeio no mercado e mãos à obra!

É importante lembrar que as porções podem variar de acordo com as necessidades e dietas de cada um! Não custa uma consulta rápida aos seus médicos...





Nenhum comentário:

Postar um comentário