Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2017

Consulta Pública: Protocolos de Saúde para DM1.

Imagem
A Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS - CONITEC - lançou uma nova consulta pública relacionada ao diabetes.
Desta vez, o foco é direto nos protocolos clínicos que orientam os tratamentos para o diabetes tipo 1 no Sistema Único de Saúde.

Para entender:
Conforme estabelecido pelo Ministério da Saúde, os Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) "têm o objetivo de estabelecer claramente os critérios de diagnóstico de cada doença, o algoritmo de tratamento das doenças com as respectivas doses adequadas e os mecanismos para o monitoramento clínico em relação à efetividade do tratamento e supervisão de possíveis efeitos adversos".

Na consulta atual, o que a CONITEC busca é avaliar o que a sociedade julga pertinente para atualização dos tratamentos para o DM1 em relação ao que se tem hoje. Conforme resultado e posicionamento, os protocolos deverão ser atualizados e o tratamento incorporado dentro do que o SUS deve oferecer aos pacientes.

Para esta con…

Uma dose de insulina, outra de confiança...

Imagem
Hoje foi dia de consulta.
O resultado dos exames, de forma geral, e a minha glicada em 6,2% me deixaram tranquila. Uma questão de hormônio que precisa ser acompanhada, mas está tudo em ordem!

Mais um quilinho para a conta, o que deixou a minha Super endócrino bem satisfeita. Como ela sabe que nessa época eu já entro no ritmo dos ensaios do batuque, me fez prometer que não vou perder peso. Mexemos na minha dosagem de insulina basal também. Nos últimos dias a minha glicemia de jejum estava bem baixa, então reduzimos a dose diária de Tresiba em duas unidades.
Próximos exames só em janeiro! Nesse intervalo até lá, sigo sem baixar a guarda no cuidado com a doçura.

Sempre que vou na Monique batemos um papo que vai além dos números de glicemia e dos exames feitos.
- Como está o trabalho? Como está o coração? Como vai a vida?
O que ela procura entender é como andam meus dias. Se eu estou estressada, acabo comendo mais bobagens sem me ligar muito na correção; se fico sem tempo, o exercício é d…

Da doçura sob controle...

Imagem
Fiz um desabafo tipo 'mea culpa' no domingo. Aquele dia que a gente acha que não precisa fazer nada  porque a glicemia vai se manter controlada sozinha. Acontece, né?
Por mais que eu saiba que não é assim, por mais que a gente saiba que não é assim... quem nunca passou por isso?

Mas os dias estranhos passam!
E de volta ao rumo, segunda-feira foi dia de fazer exame.
No intervalo de tempo desde o último feito teve teste com a bomba de insulina, que foi suspenso antes da previsão por conta de glicemias que não se estabilizavam, e também teve uma gripe que me pegou por duas semanas e com isso me trouxe mais glicemias descontroladas. Então, como se não bastasse toda a minha ansiedade natural pré-exames, esses eventos que mexeram no meu controle glicêmico estavam martelando na minha cabeça com força.

Como isso estaria refletido na minha saúde em geral?
A quantas estaria a minha hemoglobina glicada??
Ansiedade com o jejum, tensão com resultado!

Depois de um longo período reavaliando …

Futuro. Mudança. Presente... Em frente!

Imagem
Glicemia antes do almoço: 160 mg/dL. Fiz o meu prato, tomei a minha insulina e comi tranquilamente. Mais ou menos uma hora depois, decidi comer um pedaço de chocolate. Era meio amargo com pedacinhos de cranberries e não era zero açúcar. Em vez de medir a glicemia e corrigir com a insulina para seguir na tranquilidade, arrisquei. Resultado?? 236 mg/dL!
Mas por que eu não corrigi se sabia que ia afazer a glicemia subir? Pois é... porque não. Porque não quis, porque fiquei com preguiça, porque tentei usar a força da mente para fazer a glicose se comportar! Só que a realidade está longe de funcionar como fantasia e eu sei disso muito bem.

Mas bobeei. Abstraí o que já estou cansada de saber e de fazer. A escolha foi consciente, por mais estranho que isso possa parecer.
E depois veio a lembrança de que com o diabetes não tem faz de conta. Tem ação e reação. Sempre tem! E mesmo alguns anos depois do diagnóstico, a realidade é que não há um só dia que não seja de aprendizado e não há um só di…

Colônia Azul...

Imagem
"A Colônia Azul – Diabetes Rio nasceu de uma vontade profunda de gerar educação em diabetes de forma abrangente e efetiva."
É assim, com esse propósito, que o Rio vai entrar na rota das colônias e acampamentos de diabetes do Brasil.
Uma oportunidade de reunir crianças e jovens com o diabetes tipo 1 em comum. 
Dias de dividir dúvidas e dicas. Dias de fazer amizades. Dias de se identificar no outro. 

A Colônia Azul acabou de nascer. Foi fundada pelo Dr. Rodrigo de Azeredo Siqueira, médico endocrinologista, que busca passar "informação técnica de forma adequada e lúdica". Entre a diversão e a descontração, diversos profissionais - endocrinologistas, enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, educadores físicos, farmacêutico, educadores em diabetes e acadêmicos de medicina treinados - serão os responsáveis por orientar e ouvir a turma doce que vai participar desta primeira edição, que será entre os dias 03 e 05 de novembro de 2017. 

Mas a boa notícia é que a intenção do Dr. R…

Recomendações de Políticas Para Melhorar o Acesso aos Cuidados com Diabetes

Imagem
A Federação Internacional de Diabetes (IDF) em conjunto com as instituições brasileiras ADJ Diabetes Brasil, Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), Associação Nacional de Atenção ao Diabetes (ANAD) e Federação Nacional das Associações e Entidades de Diabetes (FENAD) desenvolveram um conjunto de recomendações para melhoria das políticas públicas relacionadas ao acesso e ao cuidado do diabetes no Brasil.
O objetivo que se quer alcançar com a publicação dessas políticas públicas é bem grande e importante: conter o avanço epidêmico do diabetes no Brasil.
O número de novos casos - seja DM1 ou DM2 - só aumenta a cada ano. Não se fala sobre a condição e isso acaba colaborando para que as pessoas não reconheçam os sintomas da doença e, assim, acabam não buscando ajuda ou compreendendo de antemão o diagnóstico.

Outro ponto focal destas recomendações é em relação às complicações... A falta de entendimento sobre os cuidados com o diabetes no dia a dia leva a problemas sérios e talvez até irreve…