Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

31 dezembro, 2012

Pra ser novo. Pra ser mais feliz. 2013, pode chegar!

Lanço mão de um texto que recebi de um amigão do peito para colocar aqui o que eu quero e desejo para todo mundo. 

"A história é escrita pelas grandes transgressões
De quem mudou o mundo com suas inquietações
Tem sempre alguém pra me mostrar onde comprar, o que comer, como vestir
Nesse meu caminho (complicado), não insista porque eu não vou por aí
Se pra ser feliz devo manter algum padrão, vou seguir na contramão
Só quero dar uma volta do outro lado, pra ver como está!"

Não se prenda. 
Não se "engesse". 
Crie seu próprio padrão. 
Vá no caminho que considere o melhor. 
Preze seus valores.
E acima de tudo, siga o que o seu coração mandar!

A gente tem um ano todinho começando!


Que seja leve, fresco, cheio de coisas boas, de alegria, de felicidade, de prosperidade.
De família e amigos, de saúde! Muita saúde!

E eu, que raramente mostro a minha figura por aqui, desta vez quero mais é aparecer!

Faço questão de brindar com todos os meus amores os meus desejos.

10... 9... 8.... 

De conquistas, mas de novos sonhos também.
E de amor!

.... 7... 6.... 
Deixe pra trás a tristeza. 
Traga pro novo ano o aprendizado.

.... 5... 4....
Quero riso. Daquele que faz chorar e faltar o fôlego!

.... 3... 2....
Quero mais catarse emocional! 
Isso mesmo, emoção à flor da pele. 
Dessa que arrepia e não deixa a gente esquecer como é bom e importante viver perto de quem nos faz (e nos quer) bem!


1!!!!

Feliz Ano Novo!!!!

28 dezembro, 2012

Verão, praia, sol, mate... Mate?


Olha o Matte, Matte Leão!

- Tem mate?
- Tem sim.
- Eu quero um diet, por favor.
- Ihhh moça, diet não tem...

Poxa vida, assim não dá! Já saio perdendo na dobradinha mate de galão + biscoito Globo, já que os dois são feitos com açúcar... E na praia, entre um mergulho e outro, não conseguir tomar nem um mate 'normal', ainda que industrializado, fica chato!

Com sorte é possível encontrar nos quiosques...

Alô Leão  pense em nós, doces por natureza! 

Que tal como resolução de ano novo aumentar a distribuição de mate diet nas areias do Rio? 
Capricha, ainda dá tempo.


Enquanto isso, na hora que o calor aperta tem picolé Itália diet circulando, salada de fruta - sem leite-condensado por favor - e água de coco (de leve, um copinho, já que é rica em carboidratos!).

E viva o verão!

27 dezembro, 2012

Pra viajar na rede.

Sou do tempo em que a gente fazia trabalho para escola consultando a enciclopédia Barsa. 

Não existia internet e quiçá um fenomenal Google, onde bastasse a gente digitar absolutamente qualquer coisa de nosso interesse para ter um retorno imediato de mais de milhares (milhões?) de registros.

Mas hoje isso existe! 
Nada de ficção, realidade purinha.


Páginas e mais páginas de entretenimento, notícias, músicas, jogos, decoração, viagens, esportes... saúde!
A lista é bem extensa.

E a gente tem mais é que aproveitar!


E foi assim que descobri recentemente mais dois sites que falam especificamente de diabetes.

Dessa vez, o diferencial é que não mostram apenas quais os tratamentos e as (adoro!) receitinhas focadas para uma vida sugar free. Mostram histórias de pessoas que também (con)vivem com o DM. 
Apresentam experiências, mostram resultados de pesquisas e estudos, de superação, notícias de todo o mundo sobre os avanços e a evolução dos pacientes, falam de política e economia e explicam porque estes dois assuntos, que à primeira vista, parecem não ter conexão alguma com a matéria podem (e muito) influenciar no aumento dos casos de diabetes de uma região... 

Um deles, o Diabetic Living Online, é em inglês.

O outro, DiabetiCool, apesar do nome 'gringo' é inteirinho em português.

Indico não só para pesquisas específicas sobre um determinado ponto, mas para consultar de vez em quando mesmo. 

Para quem precisa lidar com essa tal diabetes, é bem legal ver o depoimento de outras pessoas e poder perceber, pelos diversos pontos abordados e constatações ao longo dos anos, que tem gente - paciente ou especialista - se movimentando para buscar um melhor caminho!

26 dezembro, 2012

Dream... Hope... Believe!


O ano está quase acabando...mas ainda tem tempo para boas notícias!! 

Segue a manchete: "Cientistas suíços conseguiram reprogramar o sistema imunológico de cobaias para eliminar a diabetes tipo 1 (...)."


Para explicar qual é a tecnologia da vez, copio trechinho da notícia divulgada no programa Bem Estar há uma semana:

"Em uma experiência com ratos, os cientistas conseguiram atacar os linfócitos T, que têm a chave da imunidade celular. No caso da diabetes tipo 1, eles atacam as células beta do pâncreas, produtoras de insulina, o que compromete a digestão de açúcares. Para eliminar a agressividade destes glóbulos brancos, os biólogos da Escola Politécnica Federal de Lausanne utilizaram uma proteína modificada que permitiu eliminar totalmente os sintomas da doença."




O trabalho que tem como foco doenças crônicas autoimunes - diabetes, esclerose múltipla, gota - prevê os primeiros testes clínicos para 2014.
  
Pode antecipar os fogos do Reveillon?!

25 dezembro, 2012

Here comes the sun!!



Verão, praia, calor, sol sempre por aí dando suas caras e fazendo os dias mais bonitos.

Todo mundo sabe que protetor solar deve ser usado todos os dias e todo mundo sabe também os melhores horários para se expor ao sol.

Tá, nem sempre isso é respeitado à risca...

Mas a boa notícia é que um pouquinho de sol "in natura" faz bem.
Ele é fonte direta de vitamina D (representa 90% de tudo que absorvemos).

E sabe porque isso é relevante?

Conforme publicado este ano, "um novo estudo americano revela uma possível ligação entre baixos níveis de vitamina D e a síndrome metabólica, doença que altera as taxas de glicose, triglicérides, colesterol, pressão e peso (...)."
Portanto, pra ajudar a controlar o diabetes tipo 1 também é super favorável!

O recomendado pelos pesquisadores é a exposição ao sol por um período entre 15 e 20 minutos, sem proteção solar ("fatores de proteção acima de 8 já impedem a absorção da substância") antes das 10h. O ideal é que isso aconteça pelo menos 3 vezes por semana.

Outras fontes de vitamina D (os 10% restantes) são peixes (salmão, atum), ovo, fígado, bebidas de soja e cereais matinais.

Para se entender a importância da vitamina D para a saúde, hoje ela é o ponto focal de um tratamento - não reconhecido e considerado pela maioria dos médicos ainda como experimental - contra esclerose múltipla.

Neste casos, as pesquisas sugerem "que a prevalência da doença é mais alta em países distantes da linha do Equador, com incidência solar mais baixa, onde a população produz menos vitamina D".

Daniel Cunha, jornalista e um dos pacientes que estão em tratamento com o Neurologista Cícero Galli Coimbra, da Universidade Federal de São Paulo, fez um documentário sobre o assunto: Vitamina D - Por uma outra terapia.
Eu recomendo!

Superação e acima de tudo confiança. Histórias reais de superação e fé!

"Here comes the sun... and I say: it's all right!"

24 dezembro, 2012

Pra bater o sino!



Harmonia, Cumplicidade, Paz, União, Companheirismo.

Abraço, beijo.

Não paga nada, sempre tem em estoque e é garantido que quando damos, ganhamos também de imediato.

Pois que o saco do Papai Noel venha bem cheio deles!



Este ano meus votos vem especialmente escritos pelas mãos de queridos amigos:

Que a Amizade seja sempre valorizada, porque às vezes "é assim que eu posso ajudar!!!".

Que haja Determinação, para que tenhamos "persistência no tratamento e controle do diabetes e certeza de que é possível viver bem com os devidos cuidados.

  Que a gente nunca esqueça do "Amor pelas pessoas...".

 
E que a Fé esteja sempre presente, para "Nunca desistir!!! Acreditar sempre... e seguir!!".

Que estes e todos os outros desejos, em cada uma dessas mãos, sejam multiplicados, se concretizem e cheguem sem medidas para todo mundo!

Feliz Natal !!!!

21 dezembro, 2012

2 anos!!



"Anunciaram e garantiram que o mundo ia se acabar
Por causa disso minha gente lá de casa começou a rezar
E até disseram que o sol ia nascer antes da madrugada
Por causa disso nessa noite lá no morro não se fez batucada..."

Assim cantou Carmem Miranda, há um certo tempo atrás...

O que acontece é que tal do mundo não se acabou (ufa!).
Com ou sem fim do mundo cada um foca na sua fé, mal não faz!
O sol chegou na hora que devia, já trazendo o verão, e minha batucada rolou sim (tudo bem, foi logo ali na Lapa mesmo).

E já que o mundo continua sendo mundo, vamos comemorar que é dia de festa por aqui: meu Insulina Portátil completa dois aninhos hoje!!


Como parece que foi ontem que eu resolvi, cheia de 'poréns' na cabeça, apertar o enter que publicava o primeiro post, com um receio de como a novidade seria recebida.

E de mansinho ele está crescendo. E eu também: mais experiente no assunto, mais segura sobre o tratamento, mais ciente da minha postura.

Ainda não está como eu quero... A intenção é de todo dia ter uma atualização (assuntos não me faltam!). Pelo menos por enquanto eu não consigo. Mas os rascunhos existem e estão no forno só esperando.

Relendo os posts vejo insegurança algumas vezes; escrevia pensando: será que alguém vai ler? ou "preciso escrever algo bacana e relevante, para que as pessoas que acompanham o blog não percam o interesse!" e mais: "será que este blog faz algum sentido"?


Para o público, espero que sim, mas não posso afirmar com 100% de certeza. 
Por outro lado, para mim não resta um pinguinho de dúvida: faz todo o sentido!
Com o blog mantenho o estímulo de estudar, pesquisar, me empenhar e ter sempre os pés no chão!




Meu pedido? 
Força, paciência, calma, foco sempre! 

Mais quitutes diet por aí, mais e mais avanços e opções de tratamentos menos invasivos e que a cura, que eu acredito que está cada vez mais perto, chegue logo!






Então, que venham mais e mais aniversários, recheados de boas noticias, superação e descobertas.

20 dezembro, 2012

Prescrição: cante, dance e sapateie!


"A música nos remete a mudar o foco das atenções, a abrir uma nova percepção e novo contato com a realidade, estimulando alterações tanto cerebrais quanto corporais (sentir/pensar/expressar). Podemos encontrar vários estudos e pesquisas no Brasil e em outros países sobre o uso da música e seus elementos na área da saúde, beneficiando muitos pacientes em recuperação."







E mais: ela afirma que a música "recupera e exalta a sensação de sentir-se vivo, coloca em contato com um estado interno saudável, eleva a autoestima, controla e diminui o estresse, nos permite novos movimentos, facilita a expressão de sentimentos, desperta emoções, altera o estado de humor, fortalece a esperança e a confiança, acalma, equilibra e agita. No momento em que vivemos a música o estar doente se torna secundário e novos potenciais podem ser despertados." (grifo meu)

Eu sempre gostei de música, desde pequena. Minha mamy - que chegou a cantar no Orfeão da Lucília Villa-Lobos (chique!) - sempre nos brindou com essa mania boa de ouvir música.
Rádio, disco (sim, sou do tempo da vitrola e do vinil...), shows.
Ainda bem! 

E hoje, além de ouvir, tenho o imenso prazer de tocar. E isso faz mesmo diferença no meu dia. Música deveria ser prescrita para todo mundo. 
Está triste? Música. 
Está feliz? Música. 
Está ansioso? Música. 
Está com saudade? Música também. 
E, porque não, está passando por uma fase de complicaçãozinha na saúde? Música! 


Qualquer dose, você decide. 

Agora vem a parte boa: para DM, música de novo! 
Sobre a aplicação no tratamento do diabetes, ela entra como um facilitador, um instrumento para ajudar a acalmar os ânimos, já que o estado emocional influencia diretamente na variação da glicemia.

Deliciem-se. Divirtam-se.
Faz bem para a saúde!!

18 dezembro, 2012

20.000!!


14 de maio de 2012: neste dia, depois de 1 ano e meio no ar, o blog chegou a 10.000 acessos.
Número grande!! 
Acho que nunca tinha pensado em quantas vezes este blog seria acessado, apesar da intenção maior de divulgar e dividir minhas experiências dessa vida "doce que nem caramelo".

E eis que me pego surpreendida mais uma vez: (só) 7 meses depois, meu Insulina Portátil atingiu hoje o impressionante número de 20.000 acessos!!!! 

Não consigo medir minha alegria!  

Juro, não consigo explicar como isso me deixa feliz. 

É como se significasse que tem mais gente querendo aprender, querendo se cuidar melhor, querendo mostrar que não é preciso se trancar e levar a vida 'numa ruim' porque tem diabetes.

Pretensão minha? Sei lá...
Mas desde que o blog faça tão bem a quem acompanha quanto faz à mim, que seja!

Do fundo do coração.

17 dezembro, 2012

Quando tamanho é documento!


Como fui "sorteada" com o DM1 - da minha família (primeiro e segundo graus) ninguém tem diabetes (ainda bem!) - não acredito muito nesse papo de que tem a influência de um fator hereditário...


E reforço minha teoria com o resultado do estudo realizado por profissionais da Universidade da Flórida, que mostra que o pâncreas de pessoas com diabetes é cerca de 50% menor que o de pessoas que não tem DM. A pesquisa, que avaliou os pâncreas de 164 doadores de órgãos, mostrou também que em quem tinha maior risco de desenvolver o diabetes tipo 1, os pâncreas eram 25% menor. 


E qual é a importância disso??
Prevenção!

A perspectiva é que estas avaliações possam, daqui a um tempo, ser feitas através de ressonância magnética nos pacientes.

Para mim, fica bem claro que tendo um fator real, físico, que possa ser monitorado diretamente na pessoa, aumentam as chances de frear - ou até evitar - o desenvolvimento do DM!

Mas ainda que não seja assim, de acordo com uma das pesquisadoras "ao entendermos como ele se desenvolve, podemos pensar em novas maneiras de tratá-lo".

E só isso já ajuda bastante!


16 dezembro, 2012

Em minhas mãos!

Como para muitas outras coisas, a decisão de cuidar da saúde e controlar bem o diabetes está nas minhas mãos.

Cabe a mim lembrar de tudo o que pode acontecer se eu resolver chutar o balde...

E é através das mãos que o controle da glicemia pode ser feito para uma melhor gestão da alimentação, da medicação: um furinho no dedo basta!

Agora, também pelas mãos, a One Touch Diabetes Brasil agrega esperança e ajuda para a Associação de Diabetes Juvenil (ADJ).
Com a campanha 'Em suas mãos', que foi inspirada no Programa La Palabra en Tu Mano, a gente mostra apoio e ainda ajuda a associação a cuidar de crianças e jovens com DM. 

É super simples participar: primeiro você tira uma foto da sua mão com a palavra que você escolheu e que representa algo importante para você, seja no seu tratamento, no de alguém que você conheça ou simplesmente por querer ajudar. Depois você publica a foto nesse link da campanha no Facebook, explicando o porque da palavra escolhida. 

Para cada mão, será doado R$ 5,00 para a ADJ como contribuição para o tratamento de crianças.

Fácil, não é?
E bem bacana também!

Então, criatividade e emoção a postos e, literalmente, mãos à obra!

A minha escolha não poderia ser diferente: GRATIDÃO.
Assim, bem grande mesmo! 
À minha família que me dá apoio e amor incondicionalmente, aos meus amigos incríveis que desde sempre assumiram esse bicho estranho junto comigo, à minha super endócrino que me ensinou, me ajudou e me incentivou desde a primeira consulta.


Agradecer muito é pouco!

14 dezembro, 2012

Para se comportar e garantir os presentes de Noel!



Final do ano, Natal, Reveillon, festas de confraternização, amigo-oculto... e milhares de tentações! 

Fica bem mais difícil controlar a alimentação e a 'gulodice'... Tantos quitutes gostosos e elaborados chamando a atenção que complica manter a disciplina.

Então, para ajudar, tem umas dicas simples e legais da Nutricionista Paula Cristina Augusto da Costa, da Universidade Federal de São Paulo:

Pra começar, o mais importante: "O que não pode, mesmo, faltar no Natal é bom senso". Essa é a regra número 1! E vamos ser bem honestos, isso não pode faltar nunca.




Agora o foco nas guloseimas...

Uma coisa que deve ser lembrada: "Se juntar arroz e farofa, por exemplo, reduza a quantidade de arroz e equilibre com uma porção de verduras e legumes".

"Na hora de preparar os quitutes, é possível substituir o óleo ou azeite por vinho. Algumas receitas ganham em sabor, como carnes, frango, legumes e, como passam pelo processo de cozimento, eliminam o efeito do álcool". 

Se a receita levar creme de leite, a dica é substituir por iogurte desnatado. E se ficar um sabor um pouco azedo, dá para quebrar com um pouquinho de adoçante.

Essa eu não sabia: "... a fruta seca concentra maior quantidade de açúcar ...". Neste caso a recomendação é optar pelas frutas frescas mesmo.

Isso tudo funciona muito bem para festas em casa (ainda que não seja na sua), mas para eventos fora, em restaurantes, barzinho e festas de empresa pode ser um pouco mais complicado.

Mas dá para segurar a onda sim... e é aqui que sai a Nutricionista e entra a especialista em (con)viver com o DM: escolha o que você mais gosta e se permita comer um pouco (olha a minha 'licença poética' aí!).

Rabanada, Panetone, uma torta tradicional das festas de família.

Delicie-se!

É perfeitamente possível. Basta ter moderação. 
Sem excessos. Sem exagero.

Em tempo: se comportou bem durante o ano?
Então corre lá e manda a carta para o Papai Noel!

10 dezembro, 2012

Maratona?? Quase!

Nada de 5km, corrida na Lagoa, Meia Maratona do Rio... minha corrida é contra o tempo! 
Isso nunca fez tanto sentido para mim.

Todo dia me programo para fazer 'x' coisas e já de manhã tudo muda. 
O dia não parece ter nem as 24 horas... 

Mais ensaio (adoro!), mais trabalho (já esperava...), mais assuntos (muitos!) para falar e publicar aqui e me falta o tal do tempo!

Posso pedir pra ele ir mais devagar?


Não seria uma má idéia, pelo menos até o Carnaval passar!




04 dezembro, 2012

Pra ter 'estilo'!


Sempre que escrevo aqui no blog tomo o maior cuidado. Releio todo o post antes de publicar, presto atenção quando faço referência a alguém ou a alguma instituição para ter certeza que os nomes estão corretos... mas mais do que isso, sempre procuro palavras que possam substituir o uso do termo 'doença', apesar do DM ser uma dessas e ser tratado como tal quase todas as vezes que é citado.

Mas eu não curto. Sabe porque? Porque eu não estou doente!

Tenho uma condição de saúde boa e que requer cuidados. 
É isso. E é assim que me vejo, assim que levo minha vida.

Pois hoje me deparei com o quadrinho abaixo:


"Doença" é uma palavra muito feia.
"Doença" não se encaixa com diabetes.
Diabetes é mais um estilo de vida sem uma escolha.

Talvez não concorde apenas com a última parte...

Sem uma escolha?
Pode ser, se considerarmos que ainda não existe reversão desta condição 'doce'.

Mas, correndo o risco de ser muito piegas (ou, por que não, consciente!), eu escolhi me cuidar! 

Ainda é sem escolha?

Fica a dica!