Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

23 fevereiro, 2012

Depois de Carnavalizar...



Praticamente sem voz, fisicamente cansada.... mas feliz, extremamente feliz!

Todo ano espero ansiosamente pelo Carnaval. Fantasias, purpurina, diversão... Adoro!!
Mas o desse ano vai ser inesquecível!

Não só pela explosão de alegria, pela euforia sem limite que os dias de folia deixaram, mas também (e principalmente!) pelo reconhecimento de amor e amizade destes dias.

Com controle é possível fazer de um tudo mesmo tendo DM1. 
"Mas quando seus amigos assumem o diabetes junto com você, o problema se divide por 20 e quase deixa de existir". 

E desse jeito é sempre mais fácil!

Faltam palavras para agradecer todo o carinho, a atenção e o cuidado de vocês comigo no meio dessa confusão de Carnaval!! 
Qualquer coisa que eu diga ou escreva vai ser pouco...

Desde a preocupação em se eu precisava de alguma coisa com açúcar, ou se estava na hora de parar para comer, se já tinha medido a glicemia para checar se estava tudo sob controle, até o stress junto comigo quando a farmácia levou horas para entregar a insulina comprada para substituir a caneta que se perdeu na rua entre os confetes e serpentinas... a indignação por não venderem sacolé de caipirinha diet!!

Enfim... é inexplicável a sensação boa que fica no coração. Emociona...

Vocês são incríveis. AMO vocês!

Que venham os próximos Carnavais. 
Que venham os dias de qualquer outra coisa sem motivo, pra gente comemorar pura e simplesmente o fato de estarmos juntos!




15 fevereiro, 2012

myDiabetes

Diabetes não é uma coisa simples de cuidar, mas está longe de ser um bicho de sete cabeças.

Sempre bato na tecla de que disciplina e controle são os primeiros passos para fazer um tratamento dar certo. 

Eu já tinha falado aqui sobro o Glooko, aplicativo do Iphone que ajuda no monitoramento das glicemias. Ele tem apenas um porém: só funciona com algumas marcas de glicosímetros (com o meu não é compatível).

Pois acabei de descobrir um outro aplicativo, também gratuito, que facilita bastante o controle diário. 

É o myDiabetes.  

Os lançamentos são manuais, diferente do Glooko (que usa um cabinho conectado ao glicosímetro para fazer o download dos registos e medições).

Conforme descrito pelo Dr. Marcio Krakauer (especialista em Tecnologia em Diabetes), "este aplicativo tem objetivos de ajudar aos portadores de diabetes, tanto tipo 1 quanto tipo 2, a gerenciarem a doença, ajudando na questão alimentar, na atividade física e nas medicações, que são no fundo, a base sólida do tratamento do Diabetes."

No aplicativo você cadastra seus dados e os do seu médico e as glicemias medidas, com registro de hora e data. Com isso, é possível gerar relatórios que podem ser encaminhados diretamente para os profissionais de saúde que te acompanham. 

Além disso, ele traz uma lista de alimentos, com os respectivos índices glicêmicos e dados nutricionais.Tem também uma lista de exercícios físicos e para cada um, quantas calorias se queima por hora de acordo com o peso corporal (o aplicativo é todo em inglês e portanto os pesos estão em libras).

No item relativo a medicamentos é possível consultar sobre os diferentes tipos de remédios e insulinas, com a informação sobre o tempo de ação e o pico de uma determinada insulina.

Em outra aba, há o Reminder, para acrescentar lembretes, com data e hora para uma consulta, por exemplo.
 
Abaixo, dois vídeos explicativos sobre o App:




 


 

09 fevereiro, 2012

Trago boas novas!!

Consulta do trimestre com boas notícias!
Exame excelente: hemogobina glicada baixando, finalmente depois de ficar por quase 1 ano sem alteração. Chegando perto da meta!! 


Um único ponto de atenção foi a questão da vitamina B12... ainda está abaixo do mínimo. Essa deficiência na absorção de vitaminas é passível de acontecer em pacientes de doenças auto-imunes. 
Mas nada que seja motivo de preocupação.Para repor, vou precisar tomar injeções intra-musculares de um medicamento chamado Rubranova por 7 meses.

Enquanto eu esperava para a minha consulta, fui apresentada a um representante da Novo Nordisk pela minha super endócrino. E mais... ela fez a maior propaganda do blog para ele!

Conversamos e ele me passou uma dica de primeira: a Novo Nordisk, visando a melhoria da qualidade de vida, tem um programa de apoio a pacientes com diabetes chamado Novo Dia.


Através do telefone 0800 707 3551, o paciente tem atendimento especializado e pode solicitar a visita (gratuita) de um profissional de saúde até sua casa, afim de orientá-lo sobre o diabetes, a correta aplicação da insulina, controle da glicemia, alimentação...

E na visita o paciente recebe (também sem custos) um glicosímetro.

No caminho de um tratamento melhor e mais acessível!


03 fevereiro, 2012

em FE VE RE, tem CAR NA!!

Curto MUITO o Carnaval, mas pra poder aproveitar sem preocupação, redobro os cuidados!

Não pulo nenhuma refeição! 
Café da manhã em casa antes de sair pra folia, almoço obrigatório entre um bloco e outro e para qualquer lado que eu vá, meu kit glicosímetro + insulina + lanchinhos me acompanha!!
 
Como a gente acaba gastando bem mais energia durante os dias de folia, é importante manter uma dose de carboidratos no cardápio.

Bebo bastante líquido durante todo o dia... 
Boas opções são água mineral e/ou de côco. Refrigerante diet / zero vale também.

Adoro me fantasiar e a criatividade impera, mas sempre com roupas leves.
Outra dica é usar e abusar dos sapatos confortáveis, pra evitar qualquer contratempo nos pezinhos!

Cerveja pode?? Pode, mas com moderação.
Conforme destacado pela Sociedade Brasileira de Diabetes, o consumo exagerado de bebidas alcoólicas pode potencializar a ação da insulina, causando hipoglicemia. 
Isso acontece porque o álcool inibe a produção da glicose.

Além de todas estas coisas, tem mais uma dica: é importante que seus amigos e familiares saibam o que fazer, por exemplo, em um caso de hipoglicemia. 
Conte, converse, explique. 

Neste aspecto, fico super segura com meu "batalhão de choque" do lado!

No mais, diversão além da conta e 'bora pra rua porque pra mim o Carnaval começou já tem um tempinho!!