Do mês que se veste de azul...

Novembro. Dia 1. 2019.
Azul na roupa, na mente, no coração.
A cor - que sempre foi uma das preferidas - passou a ser símbolo.

União.
Informação.
Conhecimento.
Aprendizado.
Cumplicidade.
Luta.

Um diagnóstico e, desde então, uma vida dividida.
Aquela coisa de livro aberto, sabe?
Um monte de página cheia de números, de erros, de acertos, de descobertas, de planos. 

E os planos seguem.
De vida. De família. De viagens. De trabalho. 
De ação e atuação nessa vida doce.

Que eu tenha força pra seguir sempre sem frente.
Que eu aprenda muito mais. E que compartilhe mais ainda!

Que os direitos sejam MESMO de todos.
Que o cuidado seja pleno para quem precisa.
Que a educação seja para todos.
Que o tratamento alcance a cada um.

Diabetes não é sentença. 
Mas é preciso - sempre e cada vez mais -  falar sobre diabetes.
É preciso entender e lutar para que direitos nunca sejam vistos como privilégios.


Que não sejamos vítimas jamais.
Que possamos viver bem e com qualidade, sem que isso seja taxado como luxo ou utopia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

"Menos Preocupação = Mais Alívio"

Uma 'fábrica de vida' na Dinamarca...

Sombra e água fresca!