Consulta Pública: Bombas de Insulina

No último ano conseguimos - isso mesmo, plural de quem luta junto pela melhoria nos tratamentos e na qualidade de vida de tantas pessoas com diabetes - a aprovação dos análogos de insulina de ação rápida dentro dos tratamentos oferecidos pelo SUS.

Agora, a CONITEC traz uma nova consulta pública, que requer a participação de todos.

Desta vez, o alvo são as bombas de insulina:
"O produto é um aparelho pequeno e portátil, de uso externo, que possibilita a liberação de insulina ao longo do dia. Associado a um sistema inteligente de comunicação, que permite medir a glicemia, gerenciar dados glicêmicos e obter cálculo de bôlus. A proposta de incorporação desta tecnologia, na consulta pública vigente, tem como objetivo a participação social na discussão da linha de tratamento do diabetes, disponível no SUS".

A consulta pública é uma grande ferramenta para registro da opinião de pacientes, familiares, cuidadores médicos e demais profissionais de saúde, no que se refere ao medicamento e/ou tecnologia que está sendo avaliada.

Em novembro de 2017 a Roche enviou um parecer para a CONITEC, de modo a apresentar os resultados sobre a eficácia, segurança, custo-efetividade e impacto orçamentário do tratamento com a bomba de infusão contínua de insulina, relativo ao Sistema Combo Accu-Chek. Os estudos foram feitos em comparação aos tratamentos com múltiplas doses de insulina.
Porém, a CONITE considera que foram insuficientes e, por isso, recomenda a "não-incorporação" deste tipo de terapia pela SUS.

O diabetes é uma doença séria e de tratamento individualizado. Generalizar que tipo de insulina deve ser usado é uma ação ineficaz e que pode acabar atingindo de forma negativa as pessoas que convivem com o DM1. A bomba é um tratamento inovador, que pode trazer mais segurança aos usuários...

Por isso, é importante conhecer e participar da consulta pública que está em andamento até o dia 19/03/2018.
Para acessar, basta clicar na página da CONITEC e procurar pela consulta número 8.

O Parecer Técnico que embasa esta consulta está disponível, assim como um Relatório Técnico para o público em geral. Tanto a sociedade médica quanto pacientes e demais envolvidos podem preencher. É gratuito, leva menos do que cinco minutos e o que se pede são alguns dados pessoais e a sua opinião sobre este tipo de tratamento.

Para acessar os Relatórios:
--> Relatório Informativo para o Público
--> Parecer Técnico

Para participar:
--> Formulário para o Público em Geral
--> Formulário para Profissionais de Saúde

Para lembrar:

  • A CONITEC é a Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS, cujo objetivo é assessorar o Ministério da Saúde nas atribuições relativas à incorporação, exclusão ou alteração de tecnologias em saúde pelo SUS, bem como na constituição ou alteração de Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas.
  • Os Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticos (PCDT) têm o objetivo de estabelecer claramente os critérios de diagnóstico de cada doença, o algoritmo de tratamento das doenças com as respectivas doses adequadas e os mecanismos para o monitoramento clínico em relação à efetividade do tratamento e a supervisão de possíveis efeitos adversos. Em linhas gerais, os PCDT estabelecem os tipos de tratamento e medicamentos que devem ser oferecidos aos pacientes pelas unidades de saúde pública.

Um pedido: participem, comentem, divulguem, expliquem.
Na dúvida, perguntem.

Vamos juntos mais uma vez pelo diabetes e pela saúde!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Febre amarela: a gente - doce - pode se vacinar?

Do tipo que se importa...

Pesquisa e Educação em Diabetes...