Os análogos ao alcance dos pequenos...

A briga pelos análogos de insulina vem acontecendo há um tempo. Primeira consulta pública em 2014, depois em 2016 uma nova ação da CONITEC e agora, depois do parecer positivo que obrigava a incorporação dos análogos até agosto de 2017 - o que não aconteceu! - finalmente a boa notícia: o SUS passará a oferecer às crianças com diabetes o tratamento com insulinas análogas a partir do primeiro trimestre de 2018.
Segundo o Ministério da Saúde, "o novo tratamento será ofertado, prioritariamente, as crianças e adolescentes", com a justificativa de que o diabetes tipo 1 "apresenta o seu pico entre 10 e 14 anos".

Honestamente, não é o ideal. No relatório do CONITEC para a consulta pública sobre a incorporação dos análogos e mudança dos protocolos de saúde, fica claro o benefício do uso deste tipo de insulina de ação rápida. Sem contar, claro, que a aplicação com canetas em vez de seringas - e que será oferecida com o novo tratamento - é mais confortável e causa menos incômodo.

Um passo de cada vez... vale comemorar!!
A gente só não pode esquecer que ainda há muito o que fazer.

Para os paciente adultos que tenham indicação médica comportada, o tratamento com os análogos também será fornecido.

Mais uma informação importante: de acordo com declaração do Ministro Ricardo Barros, existe uma negociação em andamento no que se refere ao fornecimento de insulinas nas farmácias populares. Só para constar, a farmácia popular garante os insumos com preços muito mais acessíveis, o que torna o serviço indispensável!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Febre amarela: a gente - doce - pode se vacinar?

De um dia azul...

Do tipo que se importa...