Altos (bem altos!) e baixos da doçura...

Depois de uma semana entre remédios e repousos e glicemias completamente descontroladas, o controle está voltando por aqui.
Não sei o que eu tive exatamente - uma gripe forte, sem febre, mas com uma falta de ar que me deu bastante trabalho - estou aliviada por estar me sentindo melhor! Além da tosse, que já incomodava bastante, e da dificuldade para respirar (que me deu um certo pânico), a impossibilidade de controlar as glicemias me derrubou.

Eu sei que o corticóide descompensa a glicemia e ainda tinha o anti-histamínico e o xarope. Mas eu realmente não consigo ficar tranquila sabendo que a glicemia chega perto de 300mg/dL, mesmo depois de ajustar as doses de insulina basal e mesmo usando mais unidades de insulina para corrigir as refeições.

Em uma semana, a montanha-russa por aqui foi com bastante emoção:
E aí meu racional não funciona nessas horas, simples assim.
Fico com raiva, por mais que saiba que isso não ajuda em nada para manter a doçura em ordem! Mas não consigo segurar... Dá uma agonia comer as coisas que eu estou acostumada e ver que nem com uma dose maior de insulina foi possível domar a glicemia.

Agora os remédios acabaram, a falta de ar acabou e a tosse também já está quase sumindo.
O cuidado excessivo com 48 horas de repouso foi uma medida de segurança da minha Endócrino. O receio dela era uma cetoacidose, por conta da glicose bem mais alta que o ideal!

Ainda não voltei totalmente para o ritmo.
Tentei pilates esta semana. Não deu: cheguei no estúdio com uma baita hipoglicemia que foi resultado da dose de basal maior, no primeiro dia sem o corticóide. Dei meia volta e fiquei quietinha em casa.

Continuo medindo a glicemia antes e depois de cada refeição e estou bem mais tranquila vendo os números mais organizados e dentro de um intervalo sem risco. Minha dose de Tresiba está sendo gradualmente reduzida e percebo uma redução na necessidade das correções também.

Enfim, acabou o tumulto!
Sigo com atenção no docinho, na hidratação e sem muitas estripulias por aí até estar 100% de novo.










Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MiniMed 640G: Cena 7 - A decisão de parar...

Febre amarela: a gente - doce - pode se vacinar?

De um dia azul...