Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

26 janeiro, 2017

O que os olhos não veem e a doçura sente...

Hora do banho!
Relaxar, aliviar o calor... e sair correndo com os primeiros sintomas de uma hipo!!
Enxagua, desliga o chuveiro, furinho no dedo e um resultado estranho: 95mg/dL.

Hoje em dia reconheço os sintomas da hipo de cara: tremor, aquela sensação de moleza, calor e por aí vai. Fora que, com o tempo, o sexto sentido que já existia praticamente se transformou num 'sétimo sentido' específico dessa vida doce!

Resolvi pegar um outro glicosímetro para verificar e bingo: 58mg/dL.

Passado o susto, veio a preocupação com a medição errada. E de imediato a lembrança de uma situação parecida que tinha acontecido alguns dias antes: medi a glicemia e estava no limite (70mg/dL), mas a sensação que eu tinha é que estava bem mais baixa...

Desde outubro estou usando o Accu-Chek Connect e estou adorando. Pela praticidade em transferir os dados para o aplicativo no celular e para a internet, pelo lancetador que é super suave. 

Segui usando os dois, para verificar se estas diferenças continuaram a aparecer e, ainda bem, tudo pareceu estar de volta à normalidade. Diferenças bem pequenas entre eles:
Liguei para a central de relacionamento da Accu-Chek (ótimo atendimento!) e informei sobre o que tinha acontecido. Passei todas as medições comparadas nos dois aparelhos e depois de pedir alguns dados do meu Connect (número de série, validade das tirinhas...), ficou acertado que eles me enviariam uma nova caixa de tiras reagentes e a solução de controle, para verificar a calibração do glicosímetro.
Um pedido: que quando chegasse o material eu entrasse novamente em contato com a central, para realizar o procedimento em linha com um atendente. 

Em menos de 48 horas já estava com o material em mãos. Liguei para a Central de Atendimento e fizemos o teste.

São duas soluções de controle, uma para testar hipo e a outra para testa hiper.
Os valores que indicam a faixa de de variação para confirmar a calibração ficam no potinho de tiras (já tinha visto estes dados, mas nunca soube exatamente o que eram...) e os testes comprovaram que não há nada de errado com meu glicosímetro!

Problema resolvido, teoricamente.
A recomendação da Accu-Chek é que em qualquer novo sinal de medição errada / estranha, eu refaça os testes (as soluções reagentes são válidas por 3 meses, após abertas) e, caso necessário, entre em contato mais uma vez.

Ao que tudo indica, meu glico fez as pazes comigo!! 
Mas...... por precaução, o segundo aparelho vai continuar por aqui, ao alcance, para quando houver dúvida.  




Nenhum comentário:

Postar um comentário