Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

02 agosto, 2016

Pra manter a doçura durante os jogos...

Os jogos olímpicos estão aí! A abertura oficial é em 3 dias, mas a cidade já funciona por conta.
(Foto: Cilene Lessa)
Ingressos na mão, cartões de transporte, torcida, ansiedade e... cuidados com a glicemia, que não podem ser deixados de lado.

Quem convive com a doçura sabe que sair de casa requer um certo check-list: glicosímetro, tirinhas, canetas ou seringas para aplicação de insulina, uma balinha para uma hipoglicemia que pode surgir, agulhas!

Já está mais do que claro, com as ações e treinamentos que vem acontecendo no Rio, que a segurança vai ser super criteriosa na entrada dos estádios e arenas das competições.

O que fazer então para estar lá acompanhado de todos os insumos que a gente precisa??
Na página oficial do evento (aqui) é possível acessar o ‘Regulamento de Uso de Ingressos e Políticas do Espectador’. Neste documento consta a lista dos itens proibidos e permitidos (Item 12 – Política do Espectador).

Destaco os que acho importante e que entendo que podem interferir na tranquilidade de quem precisa carregar um ‘kit’ de sobrevivência...

Restrições:
 - ”bolsas grandes, mochilas, malas e bolsas esportivas”
- “qualquer espécie de bebida”
- “qualquer alimento que não lanches para uso pessoal ou necessários por razões médicas”

Geralmente os lanchinhos são sempre companheiros em shows ou qualquer evento maior que eu vá. Desta vez não vou participar in loco. Mas é bom saber que estão permitidos, porque facilita nessa rotina que nós, docinhos, precisamos manter (só não vale qualquer alimento perecível).

Claro que terão opções de alimentos e lanches à venda, mas posso prever que ou serão daquelas super calóricas ou com preços exorbitantes.

A minha sugestão, para evitar problemas, é que levem biscoitos, barrinhas ou algo parecido nas embalagens originais e em tamanhos individuais, para evitar transtornos e apreensões durante as revistas.

Ah sim, sobre as revistas...
Nos ingressos tem a seguinte observação: “Você concorda que está sujeito a inspeções de segurança, que leu e aceitou a lista de itens proibidos, restritos e de comportamentos proibidos, e reconhece e aceita os perigos e riscos inerentes a uma Sessão”.

Este procedimento é comum em eventos de grande porte e não deve ser encarado com estranheza. O que não pode é ter falta de respeito pela falta de entendimento e conhecimento do que nós, diabéticos, precisamos levar toda vez que pisamos na rua.

Entre as exceções às restrições, duas coisinhas que podem ajudar: “bebidas especiais para bebês ou aqueles com uma necessidade médica legítima” e “garrafas de plástico vazias recarregáveis” estão permitidos.

A maior e principal dica que eu deixo é que levem um atestado emitido e assinado pelo seu médico, especificando que aqueles são itens e medicamentos de uso ininterrupto e obrigatório.


No mais, não esqueçam de dar uma conferida na glicose vez ou outra e divirtam-se!


2 comentários: