Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

14 junho, 2016

Acabou-se o que era doce!

Há pouco mais de um ano eu me rendi aos encantos do glicosímetro iBGStar, da Sanofi.
Pequeno, prático e que conectava ao iPhone... não podia ser melhor!
No começo usei em casa, junto com meu glicosímetro tradicional, para comparar os resultados até me sentir segura para sair só com ele. A partir de então, ele foi meu companheiro diário para todos os lados. Trabalho, cinema, shows, carnaval! Só não levava para a praia, tinha um certo receio de que ele fosse mais sensível à temperaturas mais altas.

Agora nosso companheirismo chegou ao fim...
Duas semanas atrás, ele me deixou na mão. Fui passear pelo Aterro com a família e quando voltamos, fui logo medir a doçura. Ele não ligou! A sorte é que meu cunhado tinha um glicosímetro em casa.

Me lembrava de ter carregado, mas não havia conferido antes de sair e acabei achando que talvez ele não tivesse ficado bem encaixado na tomada. Quando voltei, coloquei para carregar novamente e aí sim verifiquei que estava em 100%. Encontrei com as amigas para almoçar e nada! Simplesmente não ligava mais.

Não sei exatamente o que aconteceu, mas o fato é que ele só liga quando conectado na tomada. Ou seja, tira todo o propósito e funcionalidade do aparelho.

Falei com a Sanofi (fui muito bem atendida) e descobri que ele saiu mesmo de linha. Segundo me informaram, começaram a ocorrer falhas na conexão entre o aparelho e o aplicativo de controle do iPhone - ele já nem estava mais atualizado para as últimas versões de iOS, gerando erros na transferencia de dados. Isso não causa impacto as medições realizadas, mas pelo número de registros de reclamações a decisão foi por encerrar a fabricação.

Me deram a opção de troca por um glicosímetro tradicional BGStar ou pelo ressarcimento do valor pago. Como já uso o FreeStyle Optium, decidi pelo ressarcimento.

Tinha esperança de que fosse um problema passível de solução, adorava o iBGStar. Mas a verdade é que até os insumos estavam difíceis de serem encontrados nas farmácias.

O glico vai ser retirado pela Sanofi no momento do ressarcimento. As tirinhas e lancetas que eu ainda tenho vão para doação, já que são as mesmas do BGStar padrão.

Foi bom - muito bom! - enquanto durou.


3 comentários:

  1. luciana falcao14/6/16 15:39

    olá tudo bem..li sua postagem e vi q vc va fazer doação, gostaria se fosse possivel para meu filho de 10 anos seria de muita ajuda..bjus e muito obrigada..

    ResponderExcluir
  2. Ei,Juliana. Me fala uma coisa? Como é essa questão do ressarcimento? Comprei o meu e usei mto pouco por não ser compatível com o Iphone 6. Com essa notícia de que ele saiu de linha, quero ver como faço...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! No meu caso foi oferecido o ressarcimento porque o aparelho deu defeito e parou de funcionar. Mas acho que você pode tentar falar com eles. O atendimento pelo 0800 é muito bom e não tive qualquer dificuldade.

      Excluir