Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

20 abril, 2016

Remetente e Destinatário...

Desde o dia 7 de abril, Dia Mundial da Saúde, tenho comprovado que a união faz a força. E a diferença que isso traz é imensurável...

Contra o descaso, começamos um movimento que cresceu e se espalhou pelos quatro cantos desse país. Sem o Ministério da Saúde apoiando a causa aqui no Brasil, enquanto todo o resto do mundo chamava a atenção para o diabetes, decidimos que dava para ficar parados.

A decepção pela falta de cuidado e respeito que vem se mostrando frequente em vários estados, com a falta de insumos e de um atendimento multidisciplinar adequado, era motivo suficiente para o tema ter sido amplamente falado, discutido e apresentado. Não esquecendo da falta de informação, que ainda é um fator complicado tanto para o diagnóstico quanto para o controle do diabetes.

Nosso pedido era claro: pelo diabetes, pela saúde, pelo respeito.  Um pedido por cada um que convive com a doçura. Lançamos as nossas fotos como forma de protesto, um por todos!
E convidarmos qualquer pessoa que também quisesse participar: diabéticos, pais, filhos, sobrinhos, amigos, amores, médicos, simpatizantes. Q u a q u e r pessoa mesmo! Todos que estivessem dispostos a se juntar a nós, fosse com fotos, fosse compartilhando, fosse escrevendo. 

O resultado é que chegamos a quase 300 fotos - quer dizer, entre as que conseguimos enxergar, mais de 30.000 pessoas alcançadas e já nem sei quantos compartilhamentos. 
Sabe o que isso significa? Que não estamos sozinhos. Exatamente por esta razão, não podíamos somente guardar e agradecer pelos registros. 

Esta força se transformou em uma carta que tem diversos destinatários. Ela segue para cada que ajudou, que colaborou, que participou. Ela segue para bater na porta do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde. 
A versão em arquivo para download está disponível nos links em português, espanhol e inglês. Fiquem à vontade para repassar, divulgar, publicar. 

Esta carta é o resultado de uma indignação conjunta. Esta carta serve para mostrar que a gente não vai deixar passar em branco todo o descaso com quem convive com o diabetes! 





Nenhum comentário:

Postar um comentário