Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

31 março, 2016

Dia da Saúde e da Nutrição...

É hoje, 31 de março. 

Na verdade, eu nem sabia que essa data existia. Mas já que tomei conhecimento, por quê não aproveitar então para reforçar algumas informações que são fundamentais para ajudar no controle da doçura?!

Vamos lá... Comer bem não significa somente evitar frituras e gordura.
Comer bem é saber dosar carboidrato, proteína, fibra e até a tal da gordura.
Como? 
Explico... 

É importante equilibrarmos tudo isso em cada refeição. Alface e arroz integral não são garantias de uma refeição 'perfeita'.

Carboidrato - o grande vilão para os diabéticos, quando consumido em exagero - é tão necessário quanto as fibras. Mas a medida certa é o que conta. 

E essa medida certa vem quando o prato também está recheado de proteína, gordura - de novo, nada de excessos, com preferência às gorduras boas (já falei um pouquinho de cada um por aqui)...
Além disso, entendermos sobre a influência de cada alimento no nosso organismo também é fundamental.
A cada furo no dedinho, é preciso analisarmos os resultados e prestarmos atenção sobre uma alteração não esperada na glicemia.
contagem de carboidratos nos ajuda muito nas correções e ajustes adicionais de insulina, mas eventualmente um ou outro alimento pode ter um impacto diferente em cada pessoa (no meu caso, particularmente, arroz branco é cruel!).

Não faço consultas frequentes com nutricionistas... Tenho uma grande amiga e também educadora em diabetes que é muito próxima e com isso, a gente acaba conversando bastante. Sempre ganho uma ou outra orientação dela e procuro aplicar no meu dia a dia - sem esquecer de que é à ela que recorro quando tenho alguma dúvida específica. 

Mas recomendo mesmo que além do endócrino, o nutricionista também faça parte do acompanhamento de quem convive com o diabetes.

De modo geral, há dicas de alimentação e cuidados nutricionais que podemos seguir, mas sem qualquer dúvida afirmo que o auto-cuidado interfere de maneira totalmente positiva no controle glicêmico!

Que sigamos com foco numa alimentação saudável e procurando sempre aprender. Assim, até aquele lanchinho mais pesado e fora de contexto vai poder ser encaixado sem culpa de vez em quando! Esse é um dos grandes passos pra manter a saúde tinindo.

2 comentários:

  1. Das coisas boas de se ler no dia de hoje: gente que se apropria da alimentação e nutrição como cuidado...E que bom fazer parte disso!!Beijo grande querida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. <3
      Obrigada por ser parte e estar sempre junto, amiga!

      Excluir