Pra levar a doçura pra passear...

E hoje é dia de colocar o pé na estrada de novo. Mas dessa vez, a viagem pede um pouquinho mais de organização já que envolve caminhadas e trilhas para cenários incríveis.





Durante os próximos dias as glicemias capilares serão medidas com mais frequências, para reduzir qualquer ricos: antes e depois das caminhadas pelas trilhas, com trechos variando entre 3km e 12 km...
Como são atividades diferentes das comuns do dia a dia, é preciso ficar atenta e manter um controle mais preciso do docinho.








Para aproveitar tudo que a Chapada dos Veadeiros tem de melhor, o planejamento envolve desde agulhas, lancetas, tirinhas e insulinas em quantidades maiores do que as usualmente necessárias para uma semana - depois do sustinho em Floripa, não esqueci de colocar uma caneta extra! - até sachês de mel para um caso de ocorrência de hipoglicemias e meias mais confortáveis para que não haja qualquer problema depois de um dia inteiro de boot.

Case térmico para as insulinas também a postos, hora de começar a aventura!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Febre amarela: a gente - doce - pode se vacinar?

De um dia azul...

Pelos caminhos da vida doce...