Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

08 junho, 2015

Doçura feita em casa!

Dizem por aí que segunda-feira é o dia internacional de começar a dieta.
Será?!

Bom, para ficar num meio termo, vou falar de gordice -  mas de uma gordice diet!

Apesar de não ser aficcionada por doces, de cheesecake eu gosto bastante. Só que até hoje não consegui encontrar uma que seja sem açúcar e gostosa.
O problema é o mesmo: todas elas levam gelatina sem sabor no preparo e isso acaba deixando a torta dura. E a graça, além do sabor, é justamente a cremosidade (pelo menos, na minha opinião).

Aproveitando que tinha um queijo delícia na geladeira que veio lá das Minas Gerais e derrete na boca, resolvi fazer a minha própria cheesecake! Quer dizer, mini-cheesecake.

A receita veio do Google e optei pela mais simples: queijo, creme de leite light e umas 4 gotinhas de adoçante. Misturei com o fuê, sem batedeira, e fui provando até chegar no ponto que queria (confesso que não tenho as quantidades exatas).
Para a massa, nada de forno: quebrei uns cookies diet de castanha.

Forrei o fundo de um pratinho com a farofa de biscoito, coloquei a massa em cima e deixei na geladeira por mais ou menos 1 hora e meia.
Aqueci (15 segundos no microondas) 3 colheres de sopa de geleia de morango (uso a St. Dalfour, que é sem açúcar e sem adoçante) e joguei por cima.

Olha aí o resultado:
Não sou a maior mestre-cuca do planeta, mas ficou bem boa!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário