A realidade sem agulhas: os primeiros resultados!

A Afrezza, insulina inalável que começou a ser comercializada em Fevereiro deste ano, já tem feedbacks sobre o uso.

Dois dos pacientes que participaram dos testes deram seus depoimentos sobre esta nova maneira de uso da insulina e o que relatam é bem positivo:




O Bill, que é paciente de DM2, iniciou o uso da Afrezza e teve um sucesso na redução das glicemias; Ele acabou trocando o tratamento anterior pela insulina inalável.

A Ana é paciente de DM1 e faz o uso da Lantus como insulina basal. Fez o teste com a Afrezza para correção e em pouco tempo observou um melhor controle glicêmico.




Os dois informaram que depois do uso da insulina inalável não tiveram mais episódios de hipoglicemia. Outra vantagem apresentada é a facilidade de manejo, já que não requer agulhas, ajustes e afins, e o tempo - mais curto - de ação da insulina após o uso.

Algumas características da Afrezza:
- O inalador pode ser utilizado por até 15 dias
- A Afrezza age entre 10 e 15 minutos após inalada (a título de comparação, o pico de ação das insulinas corretivas ocorre entre 45 e 90 minutos)
- Hoje ela está disponível em cartuchos com doses pré-fixadas, equivalentes a 4 e 8 unidades de insulina de ação rápida

Este último ponto pode ser um problema, dependendo da necessidade do paciente: no meu caso, por exemplo, é raro usar 4 unidades para correção. Normalmente, quando preciso, uso 1 ou 2...
Mas como ainda estão avaliando os resultados, pode ser que haja uma demanda para cartuchos com doses menores, da mesma forma como já vêm pensando em doses maiores.

O fato é que, pelo que deu para perceber, as agulhas podem mesmo estar com os dias contatos... quando mesmo estará disponível por aqui?! Não vejo a hora!!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Febre amarela: a gente - doce - pode se vacinar?

Pesquisa e Educação em Diabetes...

OneTouch Reveal: 1, 2, 3... testando!