Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

14 outubro, 2014

30 dias e contando!!

Falta só 1 mês para o Dia Mundial do Diabetes!!
14 de novembro é a dia.
(já contei aqui no blog porque esta foi a data escolhida)

Mas o que vale sempre é lembrar porque este Dia foi criado.
Qual o propósito? Quais os objetivos?
Aí vai:
"O dia Mundial do Diabetes foi criado em 1991 pela International Diabetes Federation (a Federação Internacional de Diabetes) em conjunto com a Organização Mundial da Saúde, em resposta às preocupações sobre os crescentes números de diagnósticos no mundo."

"A data tornou-se oficial pela ONU a partir de 2007, com a aprovação da Resolução das Nações Unidas 61/225."

Meu IP já mostrou os principais motivos que regem a Campanha, mas a cada período de 2 anos, dentro da Campanha são definidos temas específicos.
O que se inicia este ano é 'Vida Saudável e Diabetes'.

A busca por alternativas de tratamentos que promovam ao mesmo tempo controle, segurança e qualidade de vida para os pacientes tem sido cada vez maior e se tornado mais frequente.
Com o tempo, os resultados que vem sendo observados acabam provando que o caminho não precisa ser de restrições, mas de equilíbrio.

E este equilíbrio tem numa ponta hábitos saudáveis em termos de alimentação, sem que isso signifique proibições em larga escala, exercícios dentro da rotina, com opções de atividades que podem juntar o prazer com o condicionamento físico, e na outra ponta a disciplina para que o tratamento seja seguido como estabelecido em parceria com o seu médico.

Com tudo isso, os pacientes tem sido beneficiados, ainda que indiretamente (continuo achando que a divulgação e as campanhas precisam estar mais à mostra).

Mas ainda tem um outro fator a se considerar: e quem não tem diabetes, sabe reconhecer os sintomas? Saberia identificar algum fator de risco? Se tem histórico familiar, sabe no que precisa estar atento?

É preciso ir além!

Ainda temos muito a percorrer, mas que venha "mais um dia azul". E outro. E depois outro.
Todo dia é um bom dia para prevenir, para educar ou para cuidar.
A informação tem que estar ao alcance!

Nenhum comentário:

Postar um comentário