Pra quebrar o tabu!

Um tratado sobre o 'não' para acabar com o tabu do 'não sei'.

- Tem açúcar no preparo?
- Não.

Se todas as respostas negativas fossem de fato verdadeiras, o mundo dos docinhos seria de possibilidades infinitas pelos restaurantes, bares e cafés afora!

Por que as pessoas tem dificuldade em dizer que não sabem ou que não tem certeza?
Se não puderem verificar, tudo bem. Nestes casos, cabe a mim decidir se arrisco.

Já passei pelas situações mais curiosas por causa desta perguntinha curta e objetiva!

Perguntando se o chocolate do Capuccino e puro cacau ou se já é adoçado:
"É aquele da Nestle, não tem açúcar não." (você pode confirmar? acho que tem sim...)
"É 50% cacau." (ok, isso e ótimo... mas você pode ver se não tem açúcar, alem do cacau?)
"Tem só um pouquinho." (um pouquinho significa 'sim'... uma vez ou outra até passa, mas esta decisão também é minha.)

Reforçando o pedido de uma limonada suíça sem açúcar:
"Todos os nossos sucos são sem açúcar.
Perfeito. Então nem preciso pedir de novo... 
Isso. Mas o nosso diferencial é que a suíça vem com leite condensado."

Garçom, pedi sem açúcar nem adoçante, mas está doce.
Não se preocupe. Ele não está adoçado, é que foi batido com Sprite.

Aí vem a parte que eu geralmente evito, para não passar por chata...
"Olha, eu não posso mesmo consumir açúcar, tenho diabetes."
Cara de espanto e, em todos os casos, a cena muda de figura.
So então vem a resposta adequada é que deveria ser dada de primeira: "um minuto, vou verificar".

Deixo aqui o pedido por menos 'achismos'.

'Não sei' é uma resposta possível e que não deve causar constrangimentos.
Pode checar, pode confirmar.
Só não pode achar que não tem. Ou que tem.
Se não sabe, procure saber. 
Vai sem medo! 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Febre amarela: a gente - doce - pode se vacinar?

De um dia azul...

Pelos caminhos da vida doce...