Pra ser meta (e ser cumprida!).

De um Fórum, uma Oficina e algumas Resoluções que deverão ser prioridade a partir de agora!

Em Abril foi realizado aqui no Brasil, em Foz do Iguaçu, o Fórum Internacional de Diabetes. Durante o evento, algumas recomendações foram definidas pela Oficina de Trabalho 'Acesso Integral em Diabetes' para a região das Americas do Sul e Central (SACA / ALAD) - com  devido respaldo da IDF.
Sao pontos super relevantes para que convive com o DM e que tem como objetivo garantir o direito a informação e saúde.
Por isso, faço questão de reproduzir na integra aqui embaixo:
  1. Recomendar que os países da região criem ou regulamentem os marcos legais que garantam o acesso universal ao cuidado e promovam sua ampla divulgação.
  2. Recomendar a elaboração e/ou utilização de protocolos clínicos nacionais, baseados em evidências, para o diagnóstico, controle e tratamento do diabetes melitus, tendo como base as recomendações do protocolo da ALAD para a Região.
  3. Recomendar aos países a estruturação e/ou fortalecimento dos sistemas de vigilância e monitoramento epidemiológico em diabetes e colaborar na ampla divulgação dos seus resultados.
  4. Promover o desenvolvimento de programas estruturados de educação continuada em diabetes para pessoas com diabetes e suas famílias, buscando parcerias de governos locais que possam garantir a sua sustentabilidade.
  5. Promover um amplo processo de informação e sensibilização para a população em geral, profissionais da saúde e gestores públicos, por meio da mídia, entidades civis ligadas à causa sobre o impacto dessa condição para a qualidade de vida e para os sistemas de saúde.
  6. Promover maior mobilização e compromisso das entidades no sentido de conscientizar sobre os direitos e deveres das pessoas com diabetes através de atividades tais como: jovens líderes, acessoria jurídica, Press Release e forças-tarefas.
  7. Estimular a intersetorialidade entre a saúde e a educação no sentido de promover a alfabetização de pessoas com diabetes iletradas, considerando que este é um determinante social para a melhoria da sua condição de saúde.
  8. Incentivar a garantia do acesso universal aos medicamentos e insumos, de forma equitativa, enfatizando as populações vulneráveis e áreas remotas.
  9. Elaborar uma plataforma de registro unificada e padronizada das associações filiadas na Região, que permitem o planejamento de ações. Incluir na plataforma o registro de informações sobre atividades de educação em diabetes.
  10. Elaborar uma plataforma de educação à distância em diabetes para profissionais de saúde dentro do site da IDF-SACA.
  11. Implementar e atualizar de forma regular o site da IDF-SACA para garantir a ampla divulgação das ações e atividades desenvolvidas pelas associações filiadas, incluindo materiais educativos diversos para pacientes e profissionais de saúde, assim como as plataformas de registro e educação à distância sugeridas.


 Plataforma de educação, alfabetização para os pacientes que não sabem ler, integração das associações e das atividades afins... A divulgação em larga escala de informações sobre sintomas e prevenção do DM são fundamentais e devem ser prioridade absoluta!!

Dedos cruzados, pensamento positivo e tudo mais que possa significar o tamanho da minha torcida para que essas recomendações saiam do papel logo e se transformem em atividades reais.



Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Febre amarela: a gente - doce - pode se vacinar?

Do tipo que se importa...

Pesquisa e Educação em Diabetes...