Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

24 julho, 2014

Pra acabar com a restrição e envolver quem quer saber...



Tentei me inscrever para participar, já que é aqui pertinho - em Sampa - mas o Congresso permite somente a participação de especialistas e/ou estudantes da área de saúde.

Acho super importante a realização de Congressos como este, tratando de temas diversos. 
Atualizações, novos tratamentos, avanços e pesquisas tem mesmo que ser discutidos e apresentados.
Minha única observação é sobre esta impossibilidade de participação de pacientes. Tenho DM 1 mas não sou profissional da área de saúde. Porém, como paciente, me interesso em acompanhar o que acontece pelo mundo no que diz respeito à minha condição e à possíveis melhorias de qualidade de vida para quem convive diariamente com o diabetes.

Tive a oportunidade de participar do último Congresso Mundial de Diabetes e um dos temas abordados era 'Viver com Diabetes', sob o qual meu artigo foi selecionado.
Foi uma experiência incrível e além de aprender, pude trocar experiências com Educadores em Diabetes.

Fica a sugestão para as duas coisas: incluírem o tema nos nossos Congressos e Seminários e envolver os pacientes. 
Quando você é parte da discussão, acaba tendo mais empenho e foco no tratamento de maneira geral.

Cheguei a questionar a organização do Congresso sobre a possibilidade de participação (sim, queria pelo menos saber qual era a razão para não poder). Infelizmente o retorno que eu obtive foi o esperado: apenas uma resposta pronta confirmando que somente profissionais / estudantes da área podem participar de eventos assim.

Que esta consciência mude. Que a justificativa seja bem clara e faça sentido.
Enquanto não for assim, vou insistir.

Uma consulta médica esclarece, revisa, ajusta e dá segurança, mas quanto mais o paciente tiver conhecimento e entendimento pleno da sua condição, dos riscos e de cada parte do seu tratamento, mais vai se sentir responsável e confiante em manter seu bom controle!


Nenhum comentário:

Postar um comentário