Diabetes Blog Week - Dia 3: Porque ninguem é de ferro...


O tema do dia coloca pega numa questão delicada... "What brings you (me!) down?"
O que me derruba?!
 
Raramente me deixo abater pelo fato de ter que tomar conta do diabetes todo dia, toda hora.

Fura o dedinho, mede a glicemia, ajusta a insulina, fura a 'pancinha', mede de novo, de olho na alimentação, não esquecer de fazer exercícios… ufa!

Na verdade, para mim isso acabou entrando em 'piloto automático' um certo tempo após o diagnóstico.
Em um dia como outro qualquer, nada perturba. A rotina do diabetes flui sem problemas.

Mas é claro que em algumas momentos, isso cansa.
Cansa ter que prestar atenção nos rótulos dos alimentos, cansa a briga da consciência com a preguiça de acordar mais cedo para pedalar ou caminhar...
E ter que pensar nos lanchinhos e na quantidade de agulhas que tenho que levar quando viajo.
Sem falar na minha briga com a glicada, que anda teimosa e não baixa!
 
Por outro lado, tenho a consciência de que esses tempos de achar tudo uma chatice passam.
Independente do cansaço que muito de vez em quando pinta por aqui, tem a certeza muito mais frequente e que se segura na opção que eu fiz, há 5 anos, de me cuidar, seguir meu tratamento à risca e acreditar que sempre será possível!




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Febre amarela: a gente - doce - pode se vacinar?

De um dia azul...

Do tipo que se importa...