Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

17 janeiro, 2014

"Pode chorar... pode chorar!!"


Dói furar o dedinho para medir a glicemia?
Eu não sinto, mas há quem se incomode bastante.
 
Mas ao que tudo indica, isso está com os dias contados.
A promessa - protótipos já em teste e em avaliação pela agência de medicamento dos E.U.A. - prevê o fim da dor. Só fica o choro... 


Conforme divulgado hoje pelo Google Lab, lentes de contato que atuarão como os glicosímetros (Smart Contact Lens) estão em desenvolvimento.
Através de um dispositivo conectado a um detector de glicose (segundo eles, mais fino que um fio de cabelo e tão pequeno como um grão de purpurina) que vai ficar entre duas camadas do material de que são feitas as lentes, será possível medir a glicemia a cada segundo através das lágrimas! 
E não, não precisa chorar o tempo todo... a umidade natural dos olhos garante a 'matéria-prima' necessária.
 
 Os pesquisadores responsáveis pelo projeto, Brian Otis e Babak Parviz, ainda querem mais... A ideia é que sejam integrados ao 'sistema' sinais luminosos que emitiriam alertas com a variação em níveis perigosos da taxa de açúcar no sangue.
Os registros seriam feitos através de um aplicativo integrado ao sistema.
 
O próximo passo é trabalhar para que isso chegue de uma maneira acessível ao mercado e ao alcance de quem precisa.
 
O mais bacana foi o fato motivador: as constantes declarações da Federação Internacional de Diabetes de que o mundo está perdendo a batalha contra o diabetes...
 
Que a aprovação seja breve!!
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário