Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

28 janeiro, 2014

...é hora, é hora, é hora! Rá, tim, bum...


"Essa moça 'tá diferente..."

E não é só porque hoje completa mais uma primavera, não.

Essa moça descobriu que pode ir contra a maré.
Descobriu que uma coisa vista de uma maneira pelo mundo, pode ser diferente aos olhos dela.
E que diferente as vezes até deixa as pessoas de cabelo em pé - "você tem diabetes e toca tamborim?" - mas que isso nada importa.
Por que viver como se tudo tivesse paralisado?
E para os 'surpresos', sim eu toco tamborim... tamborim não tem açúcar!

Brincadeiras à parte, eu toco sim e adoro!
Mas me preparo para isso devidamente, esse é o ponto.

Diabetes não é sentença, é condição.
E é uma condição tratável e gerenciável, ainda bem.
Requer atenção a todo momento, isso é verdade. (Enche o saco em alguns momentos, isso também é uma verdade!)

Mas o fato é que não deve ser tabu e nem trazer medo.
E no que eu puder contribuir para deixar isso tudo cada vez mais claro, farei.

Essa moça 'tá bem diferente sim.
"O presente, a mente, o corpo é diferente."
 E eu estou adorando!
 
Já falei aqui que amo aniversário?
Eu quero mais é comemorar!
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário