Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

08 dezembro, 2013

No meio do caminho...

Nunca pensei que fosse aproveitar tanto o Congresso, talvez pela falta de conhecimento específico/científico na área... E o que aconteceu foi justamente o oposto, o que foi ótimo.

Muitos assuntos a absorver e a aprender, que precisam ser colocados em ordem e ser devidamente organizados - vão render alguns posts por aqui!

Mas por hora, sol e descanso! Estou me dedicando à velha máxima de que "eu quero sossego". Saí de Melbourne no sábado e estou em Cairns: piscina, bike, mar, barco!!

Enquanto isso, ficam algumas percepções aleatórias sobre o evento da vez:

1. Na sexta-feira, último dia, fui de azul pela Blue Friday (Sexta Azul), na qual se se sugere o uso de uma peça de roupa ou acessório da cor azul para chamar atenção para a prevenção do diabetes. Num Congresso sobre o tema e que tinham em torno de 10 mil pessoas, não vi mais que 20 usando...

2. Nos cafés sempre havia a opção de açúcar e adoçante. Mas o chocolate quente já vinha adoçado e os snacks disponíveis eram todos com açúcar!

3. Havia uma sinalização ao lado das escadas rolantes dizendo que subir pela normal era mais saudável... Pelo que eu percebi, pelo menos 95% das pessoas usaram a rolante.

4. Em nenhum restaurante ou naquelas máquinas de venda havia alguma opção de refrigerante que não fosse diet ou zero. Com açúcar só os sucos (o de maçã era o único natural não adoçado).

5. Por outro lado, não vi ninguém consumindo os salgadinhos e chocolates disponíveis mas máquinas e vi bastante gente comendo frutas e mix de nuts, que eram distribuídos por alguns estandes de exposição.

Nada muito sério. Sem crítica e sem polêmica. São apenas fatos, mas acho que vale pensar sobre eles...



Nenhum comentário:

Postar um comentário