Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

31 dezembro, 2013

Pra fazer novo...

Ganhei de uma amiga muito querida um livro de orações... Vez por outra, abro numa página qualquer e dali leio, uma, duas ou até mais.

Numa delas, dizia o seguinte:

"O que ninguém te furta é o que trazes dentro de ti - a tua alegria, a tua fé, a tua luz.
Dinheiro, muita gente o tem; o que te pode diferenciar é a tua riqueza interior.
Adquire sabedoria.

Não te precipites na apreciação das pessoas.
Nem te detenhas na aparência das coisas.

A verdade não carece de interpretação.
Quem muito acumula junta peso desnecessário na alma.
Quem se apega ao que é transitório não evita a decepção.
O tempo passa depressa, e tudo deixarás de improviso, mas a tua essência permanecerá intocada."

Pois bem, para o Novo Ano desejo valores e essência!

Essência no riso e no abraço. No bom dia e no encontro rápido. No tempo passado com os amores da vida. No pensamento e no querer bem. 

Que venham novos sonhos, mas que o desejado e o esperado logo se torne real.

Quero o simples que agrega muito... O simples que é intenso.
Quero sempre família - a que é minha desde que eu cheguei nesse mundão e a que eu ganhei ao longo da vida, composta de pessoas (incríveis!) chamadas amigos.
"Reza quem é de rezar, brinca aquele que é de brincadeira, quem é de paz pode ser aproximar, hoje é festa pruma noite inteira!"

Feliz Ano Novo!!
Que reine o amor, por favor.

30 dezembro, 2013

Dica de verão!

Dia de luz, festa do sol...

Junto com isso, calor!

Para ajudar a aliviar, a Sorveteria Itália tem algumas boas opções diet nas lojas. 

Na praia, só mesmo os picolés diet de chocolate, coco e manga... E ontem quando fui comprar um, o vendedor - uma simpatia! - me deu a seguinte dica: o melhor é o de manga, que não tem gordura! 

Hoje fui checar:




Apesar do de coco ser o que tem menor quantidade de carboidratos, o de manga realmente não tem gordura e nem sódio.

Valeu a dica!!
Agora é só aproveitar!







29 dezembro, 2013

Simple feelings...

Agora sim, o tão falado pôster! 


"vou mostrando como sou
e vou sendo como posso
jogando meu corpo no mundo
andando por todos os cantos..."

Que ajude e que faça acontecer para mais gente!


28 dezembro, 2013

Simples, mas verdadeiro!

É assim que eu classifico meu artigo que foi aceito no Congresso Mundial de Diabetes.
E me dei conta que nem ele nem o pôster foram disponibilizados por aqui.
Pois aqui está o artigo!
(para o post não ficar muito grande, o pôster vem depois...)
Que seja útil.
Leiam, usem, compartilhem.
Be my guest!
 
A pedido da minha Super, vou passar o artigo e o pôster para português (ela quer usar com outros pacientes de DM).
 Assim que estiverem prontos, coloco aqui!

27 dezembro, 2013

Chuva de letrinhas!

Vi uma revista numa banca esses dias quer chamou atenção: Saladas contra Diabetes. Entrei para comprar e acabei levando mais duas - uma é a revista Diabetes e a outra Vida Saudável & Diabetes.

São bem diferentes umas das outras, mas bem interessantes. A primeira tra várias delcodas de saladas super coloridas e variadas, com legumes e verduras que ajudam a manter a glicemia nos eixos. A revista Diabetes é mais abrangente e mostra desde dicas para deixar o dia a dia mais prático assim como traz matérias de prevenção e casos de superação e conquistas de pessoas com DM (esta foi a que mais gostei). A terceira revista é mais genérica, mas também aborda temas importantes para quem convive com a doçura.

Informação nunca é demais e os preços são bem razoáveis (respectivamente R$ 6,90, R$ 9,90 e R$ 8,90). 
Bom conteúdo e uma linguagem de fácil entendimento sempre valem a leitura!


26 dezembro, 2013

Portátil e mais social do que nunca!!


Mais um passinho do meu IP... 

Há um tempo venho pensando em fazer uma página no Facebook para o Insulina Portátil, mas por falta de tempo e medo de não dar conta, manter sempre up to date, fico adiando.


Mas a verdade é que atualmente acho que contribuiria muito mais para divulgar o que tem acontecido no mundo no Diabetes. Então, finalmente a ideia foi tirada do papel e levada para a telinha do computador.

Notícias, atualizações do blog, uma dica de última hora, novidades do mundo da doçura... tudo estará lá!


Entrem e fiquem à vontade!




25 dezembro, 2013

Depois da Noite que foi muito Feliz!

Exagerou? Rabanada, castanhas e tudo mais que vem junto com o Papai Noel? 

Eu fiz tudo isso...  Comi uma rabanada, comi o brownie delicioso que o cunhado faz e que - ainda - não é diet (mesmo assim eu recomendo! Quem quiser dá uma olhada aqui...), farofa que a mamy faz e que é irresistível... e mais champanhe para acompanhar e celebrar o Natal e a saúde!!

Os cuidados depois de todas essas "licenças poéticas"? Medir a glicemia antes e após as refeições, corrigir e se for o caso tomar uma dose extra da insulina para evitar os picos. 
Tudo, claro, conforme esquema determinado com a minha Super. Isso nunca pode ser feito por conta própria!

Assim não tem sustos e posso curtir sem preocupação.
Amanhã tudo volta ao normal, cheia de energia e de amor dos dias com a família.




24 dezembro, 2013

Querido Papai Noel...

Eu me comportei bastante (tirando o picolé de brigadeiro, ao qual em algum dia que passou eu não resisti...). 
Já que a bicicleta eu ganhei antes do Natal, o pedido vai ser bem fácil: 

- Mais apoio à Sociedade Brasileira de Diabetes
- Mais divulgação sobre a prevenção do DM
- Mais acesso aos tratamentos para os 'docinhos' que precisam
- Mais pesquisas
- Mais estudos
- Mais bons resultados em busca de uma vida de qualidade
- E saúde (muita!) pra todo mundo.

Só!
Um beijo, um abraço (como diria um amigo que virou anjo, cada um pega o que quiser) e Feliz Natal!

23 dezembro, 2013

Quando tamanho é documento...

O ano está quase acabando mas ainda dá tempo para uma boa novidade...

Desde o início uso a agulha NovoFine de 8mm. Nunca tive problemas e ela é pequena até, mas saber que agora tenho a opção de usar uma com a metade do tamanho é muito melhor!

A BD lançou recentemente uma agulha de 4mm e uma outra de 5mm, além das de 6 e 8 que já tinham disponíveis.
Assim como a NovoFine, essas também podem ser usadas em qualquer caneta de insulina.
 
Já comprei a minha caixa com as de 4mm (Ultra-Fine Nano) e assim que acabarem as de 8mm que ainda tenho em casa (faltam poucas!) começo a usar...
Ela custa cerca de R$ 20,00 a mais que a outra, mas vale pelo benefício que traz!
 

21 dezembro, 2013

1 + 1 + 1...


Hoje meu Insulina Portátil faz 3 aninhos!!!

Começamos devagar, sem muita certeza, com alguns receios, várias dúvidas mas uma vontade imensa de dividi-las para aprender, esclarecer, ter mais dúvidas, e aprender mais e por aí vai... 

Num dos voos de volta da Austrália ouvi uma música do Cat Steves (Yusuf Islam), chamada Peace Train, que eu ainda não conhecia. A letra fala por si só...

Now I've been happy lately, thinking about the good things to come
And I believe it could be, something good has begun

Oh I've been smiling lately, dreaming about the world as one
And I believe it could be, some day it's going to come

'Cause out on the edge of darkness, there rides a peace train
Oh peace train take this country, come take me home again

Oh peace train sounding louder
Glide on the peace train
Come on now peace train
Yes, peace train holy roller

Everyone jump upon the peace train
Come on now peace train

Get your bags together, go bring your good friends too
'Cause it's getting nearer, it soon will be with you

Now come and join the living, it's not so far from you
And it's getting nearer, soon it will all be true

Now I've been crying lately, thinking about the world as it is
Why must we go on hating, why can't we live in bliss

'Cause out on the edge of darkness, there rides a peace train
Oh peace train take this country, come take me home again

Meu trem está ficando cada vez mais cheio, ainda bem!
Cheio de paz, de família e de amigos, de torcida, de projetos, de novidades, e de vontade que este meu IP chegue mais longe, alcance mais pessoas, ajude mais nessa vivência docinha de todo dia.

Para que isso aconteça de uma maneira legal e estruturada, o blog vai ficar mais devagar por um tempinho... É preciso ajustar, mudar a plataforma, dedicar o tempo merecido.

O diabetes é uma condição que precisa de cuidado e atenção e assim também vai ser o meu IP.

Não vai parar, só diminuir o ritmo... continuaremos por aqui! 

Obrigada. Obrigada. Obrigada!

E agora, é hora (dia!) de comemorar!! 

19 dezembro, 2013

Pra esperar o bom velhinho...


Sabe aquelas delícias de Natal que todo mundo gosta e todo mundo se farta de comer?
Aquelas, cheia de chocolate dentro?

Podem começar a agradecer ao Papai Noel, porque este ano tem uma feita para a gente:
FOTO "Panetone zero adição de açúcar com frutas cristalizadas e uvas passas com recheio de trufa ao leite zero adição de açúcar."
Essa maravilha é da Cacau Show.

O meu já está garantido - meus amigos incríveis me surpreenderam assim na volta das férias!!

A Lowçucar também tem opções pra quem é docinho: panetone com gotas de chocolate e panetone com frutas cristalizadas, 100% preparados sem açúcar.

Já tinha dado a dica dos dois aí de cima há alguns anos por aqui, mas não cheguei a comprar...

Agora é só escolher o que mais agrada e rechear a ceia!

18 dezembro, 2013

Pra começar a fazer o balanço de final de ano...


Ontem, primeiro dia de trabalho pós férias, também foi o dia de prestar contas para a endócrino!

Tinha feito um check up no final de novembro e hoje levei para ela ver.

Não só estou com tudo em ordem (eba!) como a minha hemoglobina glicada baixou!!
Minha memória não me deixava lembrar, mas ela (que tem tudo registrado) viu que estava 7,6% no último exame e agora foi de 7,4%. 
Por mais que a redução seja pequena, vale a comemoração considerando que há algum tempo só vinha aumentando.
E ela me explicou que o mais importante na avaliação trimestral é a minha glicemia capilar (a que é medida na pontinha dos dedos), porque a glicada ainda pode refletir alterações causadas por um remédio que contenha açúcar ou um dia de stress, por exemplo.

Outra boa nova é que engordei mais meio quilo.

E a notícia da vez é ainda melhor: geralmente tenho a primeira consulta do ano antes do carnaval... pois o fato é que eu já estou devidamente liberada para a Folia de Momo!!!! Consulta agora só depois do Carná!

O resto foi de bate papo principalmente sobre o que vi e o que aprendi no Congresso, o que tem fervilhando na minha cabeça e de ouvir da minha Super que ela apóia e já está empolgada com alguns das ideias que pintaram! 

No mais, vem novidade Portátil por aí... 


 

17 dezembro, 2013

Experiências culinárias... mais um capítulo!

O último dia de férias em casa foi de fazer arte...

Não tenho maior talento do mundo para isso, mas resolvi fazer um bolo. 
Há algum tempo já estava cismada em fazer um que levasse aveia na receita e ontem fuxicando pela internet e aproveitando que tinha a fruta em casa, arrisquei: tangerina!

Ingredientes:
1 tangerina com casa (tirar somente os caroços)
3 ovos
1 xícara de óleo
1 xícara de farinha de trigo
1 xícara de aveia
2 colheres de sopa de adoçante de forno e fogão (quem gosta de bolo mais doce, pode colocar mais uma colher... na receita original são duas xícaras de açúcar)
1 colher de sopa de fermento

Modo de fazer:
Bater no liquidificador a tangerina picada, os ovos e o adoçante.
Depois, já fora,misturar a farinha, a aveia e o fermento.

Mais ou menos 35 minutos no forno.

É bem fácil e o resultado ficou bom, além de sair da mesmice dos bolos de chocolate...
Para um lanchinho da tarde, um pedaço ainda quente com um bom café para acompanhar!


16 dezembro, 2013

Novidade de beber...

Falta só um pouquinho para o verão chegar e já tem mais boas opções refrescantes nas prateleiras.

Comprei o Namastea para provar: chá verde com laranja e gengibre. 
Ele não tem açúcar e nem quantidades significativas de carboidratos.
Realmente é uma delicinha bem gelado, só podia ser um pouco menos doce...

15 dezembro, 2013

De volta na cidade!


Sempre que eu viajo, não importa se dentro ou fora do país, fico preocupada com o tipo de comida que vou encontrar... Se terão ou não opções mais leves e sem açúcar, essas coisas.

Me adapto e dou meu jeito sempre, nem que use como ultimo recurso um ajustezinho na dosagem da insulina.

A Austrália tem muita opção glúten free, mas raras sem açúcar e tudo muito calórico. 

Em Melbourne acabou sendo mais fácil. Como fiquei uma semana fiz umas comprinhas e tomava café no meu apartamento no hotel. Com o almoço não cheguei a ter problemas; as opções do Congresso eram boas - 4 diferentes por dia, tendo sempre uma vegetariana.

Nos dois últimos dias do Congresso, com o frio não esperado e o cansaço acumulado, optei por comprar aquelas refeições semi prontas e jantar quentinha no hotel... Mas não funciona! O gosto da comida é o mesmo, muito tempero e pouco sabor. Não curto!

Além disso, a verdade é que como boa carioca que sou, o arroz com feijão de (quase) todo dia faz falta!

Agora estou de volta, "minha alma canta" e já matei a vontade do feijão (e feito pela mamy!!). 

O dia ontem foi só de desarrumar as malas, curtir a família em casa e compensar a saudade dos dias longe.

Está na hora de (re)colocar a glicemia nos eixos, porque essa terra de canguru não ajudou, e começar a dividir o conhecimento adquirido.

E uma grande certeza que eu tinha e que só se confirmou com toda essa experiência é que (con)viver com o diabetes sempre foi viável e possível para mim, sem ser um bicho de sete cabeças, porque desde o primeiro dia eu nunca estive sozinha. Ouvi de médicos e pacientes que apoio e suporte são tão importantes quanto o tratamento em si...

Pois então, vou abusar da pieguice: "you may say I'm a dreamer, but I'm not the only one".

Para cada um, família e amigos - as minhas pessoas - do fundo do meu coração, obrigada!! 

With love, from me to you!

08 dezembro, 2013

No meio do caminho...

Nunca pensei que fosse aproveitar tanto o Congresso, talvez pela falta de conhecimento específico/científico na área... E o que aconteceu foi justamente o oposto, o que foi ótimo.

Muitos assuntos a absorver e a aprender, que precisam ser colocados em ordem e ser devidamente organizados - vão render alguns posts por aqui!

Mas por hora, sol e descanso! Estou me dedicando à velha máxima de que "eu quero sossego". Saí de Melbourne no sábado e estou em Cairns: piscina, bike, mar, barco!!

Enquanto isso, ficam algumas percepções aleatórias sobre o evento da vez:

1. Na sexta-feira, último dia, fui de azul pela Blue Friday (Sexta Azul), na qual se se sugere o uso de uma peça de roupa ou acessório da cor azul para chamar atenção para a prevenção do diabetes. Num Congresso sobre o tema e que tinham em torno de 10 mil pessoas, não vi mais que 20 usando...

2. Nos cafés sempre havia a opção de açúcar e adoçante. Mas o chocolate quente já vinha adoçado e os snacks disponíveis eram todos com açúcar!

3. Havia uma sinalização ao lado das escadas rolantes dizendo que subir pela normal era mais saudável... Pelo que eu percebi, pelo menos 95% das pessoas usaram a rolante.

4. Em nenhum restaurante ou naquelas máquinas de venda havia alguma opção de refrigerante que não fosse diet ou zero. Com açúcar só os sucos (o de maçã era o único natural não adoçado).

5. Por outro lado, não vi ninguém consumindo os salgadinhos e chocolates disponíveis mas máquinas e vi bastante gente comendo frutas e mix de nuts, que eram distribuídos por alguns estandes de exposição.

Nada muito sério. Sem crítica e sem polêmica. São apenas fatos, mas acho que vale pensar sobre eles...



06 dezembro, 2013

"Viver é melhor que sonhar!"

No primeiro dia perdi a noção do tempo e não fiquei no pôster no horário determinado... No segundo, morrendo de vergonha, fiquei só uns 5 minutos e saí! Bobeira, mas não consegui.
Já no dia seguinte fiquei praticamente metade do período previsto (na outra metade fui dar uma olhada nos tantos outros pôsteres expostos - muita coisa interessante!).

A partir do penúltimo dia finalmente assumi a postura de autora(!): tudo fluiu.

E foi assim: teve japonês tirando foto minha ao lado do pôster, pessoas de Bangladesh, da Austrália e da Nova Zelândia se dizendo inspirados (a pergunta inicial sempre era qual a especialidade médica em que eu atuava...), representante da Sociedade Brasileira de Diabetes que se interessou pela maneira como levo essa tal DM e até um médico Egípcio que considerou "very impressive" - de novo a surpresa por saber que eu não sou da área de saúde - e disse que uma Endocrinologista especializada em Diabetes Tipo 1 da clínica dele vai entrar em contato comigo!!

 Feliz? Muito!
Se o que eu queria era que as pessoas conseguissem perceber que é possível para todo mundo, acho que consegui. 

Hoje, último dia, acabei focando um pouco nas palestras que mostram qual é o status dos tratamentos e pesquisas em andamento e como anda o caminho para a cura.

Valeu a pena ter vindo para o Congresso? Absolutamente!
Aonde isso vai me levar? Não tenho muita certeza ainda...

Mas volto com a bagagem cheinha de planos e coisa novas para contar!!

05 dezembro, 2013

Esperança em Verde e Amarelo!!

Preciso fazer uma confissão (que, até então, era um desabafo...): estava indignada por não ter visto nenhum estande de associações ou outros representantes do Brasil no Congresso. Já tinha escutado alguns brasileiros pelos corredores, ouvi uma palestrante brasileira que também faz parte dos Young Leaders da International Diabetes Federation (vai ter um post específico sobre isso depois) mas não tinha visto nenhum representante oficial. 

Qual não foi a minha surpresa hoje - super positiva - quando dei de cara com os representantes da Sociedade Brasileira de Diabetes e da Associação de Diabetes Juvenil! E aqui cabe uma observação: eles não estavam lá nos outros dias porque o espaço que tem é na área destinada aos continentes que, por ser pequena, funciona com um revezamento entre os países.

Na hora que eles me viram já me cumprimentaram em português e a conversa fluiu com a maior rapidez. 
Novidade e atualização para as duas partes: eles pelo fato de eu não ser da área de saúde e estar participando do Congresso; eu por descobrir mais a fundo as ações que eles promovem e que uma das grandes dificuldades que têm é com a divulgação das atividades.

Volta aquela velha questão: como prevenir e educar sem levar a informação à população? Essa conversa foi longe e também vai ser assunto de um post específico por aqui, mas me deixou bem feliz! 

Faz bem saber que tem gente no nosso país brigando por acesso e educação para quem tem diabetes e a favor da prevenção. Dá um certo alívio ouvir sobre os projetos em andamento e em desenvolvimento e, mais ainda, em saber que a questão do DM no Brasil não está abandonada!


04 dezembro, 2013

Classificação do dia: inspirador!

O tema que eu escolhi e no qual meu artigo foi inscrito fala por si só: Living with Diabetes / Vivendo com Diabetes. Mas eu não esperava que as palestras fossem tão direto ao ponto!

Não se trata de médicos passando orientações de como ter uma qualidade de vida melhor; trata-se de médicos e pacientes dividindo experiências e ensinando uns aos outros.

E essa parte de ensinar é bem no sentido literal da palavra... Todos os Educadores em Diabetes que ouvi deram um puxão de orelha nos especialistas no sentido de que realmente devem dedicar atenção e tempo ao paciente que estão atendendo... Que falem e expliquem, mas que acima de tudo escutem! Isso parece ser um tabu por aqui... O recado foi claro: "fale sobre o paciente com o paciente".

Tem que ser criada uma relação de confiança... Só assim é possível levar um tratamento à risca e sem medo.

Uma pequena observação: não precisei chegar na terra do Canguru pra aprender essa parte... Minha Super agiu assim desde o meu diagnóstico! (Para registro, mandei um email hoje para ela agradecendo e, por quê não,  sugerindo a ela que ensine como se faz!!)

O bacana ao longo do dia foi acompanhar as histórias de superação e melhora nos níveis de glicemia dos próprios palestrantes e também de quem estava assistindo e quis compartilhar a sua, e vê-los serem aplaudidos por tantos outros que também sabem o quanto vale cada conquista.

Inspirador, sem dúvida!

03 dezembro, 2013

Mente sã e trabalhando sem parar...

Segundo dia de Congresso, mas o primeiro de palestras e workshops.

Status? Enlouquecida com tanta informação e tanta novidade e em ver tudo que anda acontecendo pelo mundo!!

Tecnologia, desenvolvimento, tratamento, cuidado... A filosofia de prezar o paciente e não somente a burocracia das consultas cada vez mais difundida e aplicada.

Independente do tema e do palestrante, uma coisa ficou bem clara: quando se trata de prevenção e cuidado, são unânimes em destacar a importância do papel do paciente com comprometimento, atitude, escolhas.

Indo direto ao ponto, isso significa que apesar da orientação e do acompanhamento médico, nós é que decidimos como lidar com esta vida doce.

Longe de ser uma novidade, pelo menos para mim - sei exatamente o quanto as minhas opções interferem na minha condição - foi bom ouvir novamente. De certa forma reforça a sensação de estar no caminho certo!

As lições práticas aprendidas: chegar com no máximo 10 minutos de antecedência nas palestras, pra não correr o risco de ficar de fora, e não me perder entre as milhares de coisas para ver e ouvir e acabar esquecendo do horário de esclarecimentos / exposição do pôster!

02 dezembro, 2013

"...que o novo sempre vem..."

Final do primeiro dia... Hoje foi mais devagar. Não haviam palestras ainda, mas já tinha um simpósio coordenado pela Novo Nordisk abordando principalmente o uso de insulinas e os riscos de doenças cardíacas em quem tem DM. Como era mais técnico, só assisti a abertura.

Aproveitei para estudar as palestras previstas e defini meu roteiro para a semana... Em alguns caso foi difícil decidir, porque tinham temas bem interessantes nos mesmos horários. Acabei usando como critério de desempate aquelas que podem agregar mais conhecimento e informação para o meu tratamento.

Finalmente - tinha um horário determinado - fui colocar meu pôster no seu devido lugar!! Confesso: um misto de orgulho, tensão, vergonha e alegria!! Tantos médicos e especialistas e o meu lá, entre eles... 

Vi representantes de diversos lugares do mundo (viva o crachá de identificação!), além da Austrália e do Brasil: Espanha, Dinamarca, Bangladesh, Índia, USA, Nova Zelandia, Japão, Indonésia, Filipinas...

No mais, organização e estrutura excelentes!

Agora é hora de descanso - noite chegando por aqui! 

Boa noite e bom dia!



01 dezembro, 2013

Agora é pra valer!!!!

Registro feito, mapa, programação e material do Congresso na mão! Começou!!

Várias palestras de interesse já identificadas e que irão agregar muito. 

Como a plataforma do blog está dando defeito com as fotos e posts mais extensos, vou deixar para a volta as atualizações completas com imagens e tudo...  Mas até lá, quando der faço posts mais curtinhos para contar o que está acontecendo do lado de cá!